INTERESSADOS EM JOGAR, ACESSEM: http://orkutando.online/comunidade.php?com=2717
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Quest: Croatoan

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
David D. Jones
Omega Game Master Design
Omega Game Master Design
avatar

Mensagens : 417
Data de inscrição : 02/07/2014

MensagemAssunto: Quest: Croatoan   25.05.15 19:26

País: Estados Unidos


Estado: Califórnia



Definição: Califórnia é um dos 50 estados dos Estados Unidos, localizado na região dos estados do Pacífico. É o estado mais populoso do país, com 37 253 956 habitantes1 e é o terceiro em superfície, superado apenas pelo Alasca e pelo Texas. A Califórnia é o maior centro industrial dos Estados Unidos e líder nacional na produção de produtos agropecuários. Das 20 maiores cidades dos Estados Unidos, quatro estão localizadas na Califórnia: Los Angeles, São José, San Diego e São Francisco. Sua capital, Sacramento, também é uma grande cidade. A região sul da Califórnia é densamente povoada, sendo que as duas maiores cidades do estado (Los Angeles e San Diego) estão localizadas ali. Já na região norte estão localizadas as cidades de São Francisco e São José, além da capital do estado, Sacramento.


Situação: No estado da Califórnia, diversos assassinatos estão a ocorrer nas 4 grandes cidades do Estado. Todos os corpos foram encontrados estripados da pior maneira possível. Nas cenas dos aproximadamente 15 assassinatos cometidos, a polícia alega ser uma espécie de serial killer, encontrando em comum além das vítimas estripadas uma única palavra, denominada ( Croatoan ), entretanto, alguns aderiram ao nome dado ao serial Killer como Croaton, um demônio indígena das tribos norte-americanas ao qual acreditavam que muitos sacrifícios eram realizados em nome desse demônio para que este mantivesse longe das tribos qualquer problema. Retornando a realidade, todos esses assassinatos possuem um padrão de homens e mulheres de cabelos escuros, ambos membros principais de família, sendo pais ou mães. Os registros das vítimas perante a polícia são completamente limpos e suas condutas são completamente idôneas, nunca causando problemas para a sociedade.


Os jogadores estão em seus afazeres típicos....ou atípicos, entretanto, nas últimas 4 semanas os membros vêm sido acometidos por pesadelos terríveis de pessoas sendo verdadeiramente estraçalhadas por uma silhueta encoberta por um manto enegrecido sempre a utilizar-se de uma lâmina ou algo do gênero. Ao chegar no dia seguinte ao pesadelo, da melhor maneira que convém aos jogadores sejam por jornais, revistas ou então por meios televisivos, as pessoas que sonharam estarão estampadas nos noticiários, mortas, aguçando que os singelos pesadelos que os membros têm durante a noite não são apenas pesadelos e sim, tornam-se uma espécie de premissa aos diversos assassinatos que vem incorrendo no Estado da Califórnia.


Em uma das noites, um pesadelo diferente incorrem sobre os membros, eles se vêem em uma cidade com pouquíssimas pessoas e uma enorme placa indicando estranhamente o lugar onde possivelmente o próximo assassinato ocorreria.




Definição: Calico é uma cidade-fantasma no Condado de San Bernardino, Califórnia, Estados Unidos, localizada no Deserto de Mojave na região do sul da Califórnia, foi fundada em 1881 com uma mineração de prata da cidade, e hoje foi convertido em um condado do parque, localizada na Interestadual 15, na Califórnia, encontra-se a três milhas (4,8 km) de Barstow.




Durante esse pesadelo, não somente o local é visto mas como também os membros se vêem atrás de uma pessoa em específico prestes a mata-la, possuindo a descrição física claramente nítida de um homem, caberia aos membros investigarem ou então ignorarem outra premissa de morte?



( Homem que aparece no último pesadelo na cidade de Calico )


I N F O R M A Ç Õ E S


Prazo para os Jogadores: 06/06/2015


Prazo para o Narrador: 07/06/2015


Pessoal, citem o que estavam fazendo quando esses pesadelos se iniciaram e como reagiram quando os pesadelos que tiveram foram confirmados por algum meio de comunicação sobre os assassinatos. A Quest é curta, cerca de 5 ou 6 atualizações. Lembrem-se que quanto mais fortes forem, mais fortes serão seus oponentes.



Última edição por David D. Jones em 26.05.15 19:41, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nick Bartowski
Jogador assíduo
Jogador assíduo
avatar

Mensagens : 323
Data de inscrição : 15/11/2014
Idade : 22
Localização : Las Vegas / USA

MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   26.05.15 14:30

Com os pesadelos vinheram as dores de cabeça. O sono sempre foi um de seus maiores inimigos, sua mente fazia questão de assombralo com os fantasmas do passado, o lembrando de que tudo poderia ir de mal a pior em segundos. Mas ultimamente os pesadelos que teve não foram os comuns e isso o deixou extremamente incomodado, ainda mais quando os noticiarios faziam questão de mostrar as vitimas de seus sonhos. A partir do terceiro assissinato ele passou a levar a coisa a sério. Fez questão de comprar os jornais dos dias seguintes, depois de acordar no meio da noite com as lembraças do assassinato, um tipo de Serial Killer que dilacerava corpos e deixava uma unica palavra na cena do crime, ele nunca foi de enfrentar esse tipo de coisa mas era como se os sonhos estivessem o chamando, como se ele fosse a formula para parar tudo isso, chegou a ir ao lugar do ultimo assassinato, pairando dos ceus em chamas pode ver os medicos recolhendo o corpo do vitima, era tarde demais para fazer alguma coisa.



Nick estava de volta aos Estados Unidos a pouco tempo, Uma temporada no Brasil e multiplas viagens pelo tempo com os Guardiões da Historia* para então voltar a loucura da america do norte, foi ai que tudo começou, dois dias após sua volta os sonhos o alcançaram, pensou em procurar algum telepata ou algo do genero, mas a quantidade de assassinatos só aumentava, se esperasse mais acabaria omitindo o que talvez fosse um chamado, um alerta. Quando o padrão mudou ele decidiu fazer algo, na noite anterior foram necessarias muitas linhas e papeis para formar um a mapa com todos os envolvidos, nem um padrão diferente do que policia havia divulgado, as cidades não se cruzavam, nem mesmo a palavra deixada na Cena do crime fazia muito sentido dentro do padrão, foi então que o alcool que consumiu durante a noite o fez dormir na cadeira da sala, seu pesadelo dessa vez o mostrou em uma cidade com uma mudança no padrão do assassinato, ele estava presente. Calico, ele lembrou, não sabia onde ficava mas bastou uma pesquisa rapida na internet para descobrir o local exato da cidade, Nick não perderia mais tempo.



Jess acordou enquanto se preparava para viajar. - Vai viajar? - Ela perguntou enquanto rolava na cama, sua voz rouca como de quem acavaba de acordar era evidente, deixou as cobertas rolarem sobre seu corpo, ficando de bruços, agora olhando para o pirocinetico. - Tenho que resolver algo, volto em alguns dias. - Ela continuou o encarando enquanto ele colocava as bandagens nas maos e encaixava a espada nas costas. Nick se direcionou a cama e deu um beijo na testa da mulher, então foi-se em direção ao seu destino. Tomou os céus ao entrar em chamas no quintal da casa de Jess, era muito cedo, não havia quase ninguém na rua. Queria chegar em Calico o mais rápido possível, por isso foi voando. A cidade não era tão longe então acabou nao demorando muito a chegar, aterrisou na entrada da cidade onde vira a placa de seus sonhos, era surpreendentemente assutador, até mesmo para um homem que podia virar fogo puro. Sem pestanejar adentrou a cidade esperando encontrar respostas.




*Guardiões da Historia 3 - O caminho da Floresta
*Guardiões da Historia 4 - O mundo das Amazonas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   26.05.15 20:58


Rússia

Desde que comecei meu “tratamento” contra o alcoolismo, as coisas não têm sido fáceis. Acredito que o álcool dava-me a frieza necessária para agir em momentos como aquele, momentos em que devo atirar sem pesar que o cara tem família, emprego. Não é fácil e o olhar do camarada para mim é pior. Penso que ficará refletido nos olhos deles a última imagem. Uma loira radiante que ele acabou de traçar perfurando seu cérebro com ma bala, mas trabalho é trabalho.

O sangue se espalha na parede, decora o quarto de forma bizarra, como eu queria uma vodka agora, oh céus como queria. Ligo o comunicador e mando as coordenadas, trabalho feito. Não tenho nada programado por três semanas e a grana que recebi é suficiente para uma viagem, vou pra praia.

Califórnia

Hospedei-me em um hotel próximo ao mar, os primeiro dias foram bons, porém algo esquisito começou a acontecer. Pesadelos sufocantes, eu acordava molhada de suor e demorava a voltar a dormir. Resultado acordava tarde e aproveitava muito pouco a praia, não podia sair a noite porque fatalmente eu iria encher a cara. Mais uma noite mais um pesadelo. Olhei o relógio, cinco da manhã. Saltei da cama e decidi andar na orla.



Vi o sol nascer e confesso que foi lindo. Parei num quiosque e pedi uma água com gás e qual não foi minha surpresa? As varias pessoas que vi sendo mortas em meus pesadelos estavam realmente mortas. Paguei a água e sai em seguida, confesso que estava bastante assustada, mas poderia ser apenas coincidência. Voltei para o hotel e tomei um banho, pedi um chá de hortelã e enfim adormeci. Novo pesadelo, mas desta vez houve algo diferente. Ao invés de um assassinato me vi como a sombra de um assassino enquanto este perseguia sua vítima. Seja lá o que fosse deu-me uma dica importante, acordei com o som de minha própria voz repetindo

- Calico-

Minha voz estava trêmula, meu coração estava acelerado as mãos frias. Olhei as horas, não era tão tarde. Vesti – me de forma adequada e fui até a sala de recreação do hotel. Eu não queria usar meu celular, não era seguro. Pesquisei sobre a cidade e qual não foi minha surpresa, a cidade existia e melhor ou pior eu estava bem próxima dela. Estava na hora de telefonar.

No início da manhã um pacote chegou até o hotel, lá dentro estava tudo que eu precisava. Meus óculos de acesso a satélites, uma M9 Beretta e duas FN – Five Sete, uma delas com luz automática. Muita munição além de um soco inglês com faca, spray de pimenta e gás alucinógeno.


Veio também o macacão, mas este eu só vestiria após sair do hotel. Não fechei a conta. Busquei informações sobre o lugar e me dirigi para o mesmo no entardecer, parei num posto de gasolina e troquei de roupa. Meu macacão tinha compartimento para guardar tudo, pois não queria bagagem. Aluguei uma moto e segui para a cidade, não demorei a encontra – lá. Adentrei o cidade, olhei a volta para localizar um bar ou quem sabe uma pensão. Havia feito um retrato do homem que pareceu tão nitidamente em meu sonho, talvez em um bar eu visse a figura.


Voltar ao Topo Ir em baixo
David D. Jones
Omega Game Master Design
Omega Game Master Design
avatar

Mensagens : 417
Data de inscrição : 02/07/2014

MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   27.05.15 17:49

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
David D. Jones
Omega Game Master Design
Omega Game Master Design
avatar

Mensagens : 417
Data de inscrição : 02/07/2014

MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   01.06.15 15:37

Croatoan





O amanhecer em Calico era notável. Embora caso a dupla de viajantes a cidade efetuassem pesquisas sobre o local, encontrariam informações típicas sobre uma cidade fantasma nas dependências da Califórnia, entretanto, nada mais do que isso. Ao chegarem no local, encontrariam várias pessoas vagando pelo lugar, casais, famílias inteiras e até mesmo crianças vagando sozinhas pelo clima desértico do local que mais assemelhar-se-ia a um velho-oeste. Os trajes das pessoas no lugar eram típicos da atualidade e suas expressões sequer demonstravam alguma estranheza a cidade fantasma, ao menos, aparentava que Calico havia se tornado um excelente ponto turístico.


Nick




O jovem aventureiro havia adentrado as dependências da pequena cidade fantasma que agora havia se tornado um ponto turístico com o passar dos anos. Em seu campo de visão havia um Bar chamado “ Saloon Oest “, uma pousada não muito distante da construção, diversas casas típicas ao período antigo, todas finamente confeccionadas em madeira maciça bem tratada e vernizada. O clima estava ótimo para o rapaz apesar de suas vestes relativamente pesarosas assim como várias pessoas vagando pela cidade, concentrando-se especialmente em uma loja de suvenires, entretanto, nada diferente da normalidade.


Conforme Nick avançava lentamente nas dependências da cidade, um homem estava em uma casa não muito distante de Nick, sentado sob uma cadeira enquanto ajustava lentamente um rifle winchester, ao qual estava desmontado sobre uma antiga mesa de madeira. O homem esgueirou seu olhar em direção a Nick esboçando um breve sorriso.




] ??? ]- Ò..um forasteiro. O que procura em nossa pequena Calico? Suvenires, um lugar para ficar, uma casa de sessão de fotos, caça ou então algo mais? Sou um caçador de Calico e um guia para os novatos que ingressam na cidade. O que está a procurar?


Algo que poderia em si chamar a atenção de Nick assim que adentrou a cidade foram a quantidade de veículos estacionados ademais algumas motocicletas seria um reluzente mustang vermelho totalmente equipado, sendo o único proveniente de uma coloração vívida em meio a tantos carros pretos e pratas.



Sofia



A garota havia adentrado as dependências da cidade sem problemas, a poeira talvez seria um problema para a motocicleta da jovem Sofia, entretanto, não ofereceria qualquer problemas mecânicos em si. A garota havia chegado algum tempo depois de Nick a cidade, ao qual seria um outro viajante que sem a garota ter ciência também havia sido acometida pelas mesmas visões que o rapaz. Sofia, habilmente decidira procurar o melhor lugar  para se obter informações, em um bar local chamado “ Saloon Oest “.
Algo que poderia em si chamar a atenção de Sofia assim que adentrou a cidade foram a quantidade de veículos estacionados ademais algumas motocicletas seria um reluzente Mustang vermelho totalmente equipado, sendo o único proveniente de uma coloração vívida em meio a tantos carros pretos e pratas.



Assim que a garota avançaria nas dependências do bar após transpassar uma porta borboleta ao qual apenas empurrando a mesma, retornaria ao seu lugar inicial, Sofia deparou-se com um bar relativamente cheio. Haviam de 2 a 5 pessoas em cada mesa no local, também em madeira e de aspecto arredondado. Ao fundo do bar havia um extenso balcão com algumas pessoas envolta do mesmo e atrás um homem de meia idade servindo doses e mais doses de vodka. Atrás de si havia uma enorme variedades de bebidas, entretanto, nada fora do normal exceto o que aconteceria a seguir.



Um homem de pele clara com cabelos curtos e negros, ao qual estava a trajar claras vestes sociais, terno de aspecto levemente cinza mantinha-se sentado sob o balcão, sua expressão não era das melhores. O homem lentamente alçou uma caneca de cerveja e levou-a até os lábios esgueirando o olhar em direção a garota que havia acabado de adentrar o bar, ele a fitou por alguns instantes e então supriu-se de um novo gole antes de desviar o olhar da garota. Se Sofia reparasse bem, o homem de seus sonhos estaria bem a frente de si.



I N F O R M A Ç Õ E S


Nick, um homem indiretamente se ofereceu para dar-lhe informações sobre a cidade, talvez ele lhe possa dizer onde está o homem que procura.


Sofia, você está diante do homem que está em seu último pesadelo. O que fará? Ele realmente é um assassino como viu?


Prazo para os Jogadores: 11/06/2015


Prazo para o Narrador: 12/06/2015
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nick Bartowski
Jogador assíduo
Jogador assíduo
avatar

Mensagens : 323
Data de inscrição : 15/11/2014
Idade : 22
Localização : Las Vegas / USA

MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   03.06.15 18:31

Nick pensou que como ainda era dia não teria que se preocupar com outro assassinato, todos os outros foram efetuados na parte da noite enquanto ele dormia, talvez naquele lugar nao fosse diferente. Seu andar calmo e analiticou tentou pegar tudo da cidade, as pessoas que passavam, os veiculos estacionados, os prédios comerciais, suas impressões foram de uma cidade parada do tempo, estar ali era como estar no velho oeste, ele pensou, as pessoas pareciam pacificas, não imaginavam que um assassino corria pelas ruas, espreitando sua proxima vitima. Um dos caros o chamou a atenção, era vermelho, Nick não sabia muito sobre marcas de carro, mas aquele era o unico com uma cor mais viva, ele achou estranho.


Passado algum tempo, depois ter visto onde poderia começar uma investigação mais aprofundada o garoto para na frente de uma casa, ela dava para uma pequena pousada e um bar, com o nome alá velho oeste. Antes de efetuar seus passos para o local um homem o interrompeu, oferecendo ajuda. - Estou apenas de passagem, procurando uma pessoa... - Ele começou, descreveu as caracteristicas do susposto assassino, o homem que ele viu em seus olhos. - Viu alguém com essas caracteristicas? - Terminou, encarando o senhor.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   04.06.15 20:53


Enquanto observava o lugar, tentando achar um lugar seguro para estacionar, observei os vários carros e pessoas. Para uma cidade fantasma, ela era cheia demais. Um carro vermelho chamou minha atenção, dentre tantas figurinhas repetidas, havia alguém com estilo e por sorte foi ao lado deste que estacionei a moto. Fiz tudo de forma que não incomodasse o dono do mesmo. Desci da moto, arrumei o cabelo e fiz o mais importante liguei meu óculos. Com ele eu conseguia saber quem era quem em segundos, bastava apenas eu olhar a pessoa de perto. Varredura de retina, tecnologia de ponta. Gosto muito de vintage, logo apreciei a porta estilo saloon. O lugar estava cheio, olhei ao redor, mas não me detive em ninguém especial, mas alguém se ateve a mim. Muitas mesas e pessoas, mas para mim estar ali era um enorme sacrifício. O cheiro da cerveja, vodka, whisky, Martini e muitos outros, tudo aguçava meu paladar, mas eu teria que ser forte. Um homem olhou-me por segundos, segundos que foram suficientes para ele ter minha atenção e olhando atentamente vi algo bem familiar nele. Andei devagar até o balcão até ficar perto dele, mas não tão perto. Olhei o senhor detrás do balcão e falei de forma educada.

- Uma coca-cola, por favor.

Peguei um cigarro no bolso e virei para o homem ao meu lado, com um sorriso perguntei.



- Tem fogo?

Esperava que meu plano desse certo, pois precisava ler sua retina e para isto precisava que ele me olhasse de perto somente alguns segundos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
David D. Jones
Omega Game Master Design
Omega Game Master Design
avatar

Mensagens : 417
Data de inscrição : 02/07/2014

MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   05.06.15 10:16

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
David D. Jones
Omega Game Master Design
Omega Game Master Design
avatar

Mensagens : 417
Data de inscrição : 02/07/2014

MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   05.06.15 11:41

Nick


O homem ao qual se alto-intitulava como sendo um caçador manteve-se sentado por um breve período após as explicações efetuadas por Nick, a expressão pensativa do homem era clara. Enquanto mesmo erguia parte de seu rifle winchester passando uma espécie de flanela no mesmo embebido com algum produto químico para lustrar, seus olhos olhavam para cima, indicando que ele estava tentando se lembrar de alguém com as mesmas características daquelas informadas por Nick. Em instantes o homem pousou a arma sobre uma grossa mesa de madeira enquanto levava uma das mãos a sua exótica barba.


[ ??? ]- Hum....deixe-me ver.... O homem suspirou de maneira pesarosa olhando agora para Nick. - Essas são características muito comuns mas acho que posso conhecer alguma pessoa...vejamos... O homem pausou uma nova vez.-....eu conheço um homem chamado Bartolomeo, " Bart" para os mais chegados, ele sempre está no bar como de costume, ele é o único homem que eu vejo com tais características por aqui.


Enquanto as últimas palavras do homem saíam de sua boca, o mesmo levantou-se lentamente após montar com uma perícia impressionante seu rifle, acionando brevemente a trava de segurança que ele próprio certamente haveria de ter instalado a arma. O homem mostrou-se ser claramente mais alto que Nick e certamente mais robusto que o mesmo. Lentamente o homem cruzou a sua frente e esboçou um breve sorriso.




[ ??? ]- Bem, tenha um bom dia rapaz, eu vou caçar a oeste daqui, está na época das lebres. Disse sozinho enquanto manteve seu caminho.


Caso Nick seguisse a sugestão do homem direcionar-se-ia a um bar conhecido como " Saloon Oest ", ao qual possuía uma grande fachada com o nome entalhado ao estilo velho oeste. Assim que Nick fosse ao local deparar-se-ia com uma extensa porta borboleta típica em bares do gênero, um revestimento em madeira finamente confeccionado encontrava-se quase por toda a extensão do bar. Conforme o rapaz adentrasse o lugar, movimentado por sinal, encontraria diversas pessoas com características semelhantes ao qual ele havia falado, ao qual Nick certamente devesse perguntar pelo nome que lhe informaram.


Sofia



A astuta garota havia adentrado o Sallon Oest em passos lentos e silenciosos, o cheiro embebido por vários aromas, típicos de um bar galgavam por quase toda a extensão do bar, assim como o cheiro considerável de frituras e porções que eram servidas ali como um ótimo acompanhamento ao alcool.


Conforme a garota direcionava-se ao balcão poderia certamente notas as típicas conversas dos homens que estavam sentados a mesa, alguns de pé, seus principais assunto eram, caças, mulheres e sobre onde iriam naquele lugar após o bar. Sofia adentrava ainda mais o lugar e graças ao dispositivo de alta-tecnologia que estava a utilizar, pôde saber quem era quem. Conforme suas orbes acompanhavam a lente de seus óculos a garota poderia notar algo verdadeiramente estranho. Nas primeiras três pessoas ao qual seus olhos percorreram, as informações apareciam a sua frente como um turbilhão, diversos membros que estavam presentes naquele bar eram assassinos procurados, tantos outros estavam desaparecidos a mais de 2,3,4 semanas e até mesmo meses ou anos, todas elas registradas como desaparecidas, ausentes e de lugar não sabido. Em outros tantos lugares, estupradores, assassinos, ladrões, Sofia não saberia dizer se aquele era um bar apenas de pessoas ruins, mulheres e até mesmo crianças dadas como sequestradas estavam ali, felizes, bebendo, comendo, se divertindo. Seria aquela uma espécie de reuniões de criminosos?


As únicas pessoas que Sofia poderia notar que possuíam certa conduta correta era um homem de cabelos levemente castanhos e expressão séria, Padre Roberts Kington e o balconista ao qual se aproximara, um senhor de meia idade com uma ligeira expressão tênue, Julian Nygus ao qual, assim que escura o pedido da mulher esboçou um breve sorriso a mesma.


[ Julian ]- Sim senhorita, um instante. Disse o homem agaixando brevemente próximo a ela atrás do balcão.


Enquanto o balconista parecia procurar a bebida da garota, a mesma utilizou-se de seu dispositivo para então chamar a atenção daquele ao qual estava próximo a garota, perguntando ao homem se o mesmo tinha fogo. O mesmo esgueirou brevemente seu olhar para a garota de aparência bela e jovial e então suspirou, retirando um isqueiro zippo de suas vestes visando entregar o mesmo a garota esboçando um breve sorriso.- Sim...




Sofia teve algum tempo para encará-lo nos olhos quando estes se cruzaram, sendo o suficiente para que o dispositivo fornecesse as seguintes informações, estas que foram delegadas a garota assim que o balconista pousou uma caneca de aproximadamente 500 ml a frente da mesma.


[ ??? ]- Aqui está senhorita, desculpe a demora, estava procurando uma caneca, os dias hoje estão um pouco turbulados...o movimento está usando quase todas as nossas canecas e estoques... O homem sorriu.


Informações conseguidas por Sofia:


Nome: Bartolomeo Jack


Idade: 35 anos


Filiação: Anita Becker Jack e Jones Bartho Jack


Breve Histórico: Bartolomeo Jack nasceu na Alemanha há 35 anos atrás. Filho de caçadores, ao qual faleceram graças a um ataque de urso que retirou a vida dos dois, ao qual apenas Jack sobrevivera ao ataque. Desde então, é procurado em quase todo o País por uma série de assassinatos ao qual seus crimes remetem logo após o assassinato de seus pais, quando Jack estava com cerca de 17 anos.


Passagens Policia:


- 35 assassinatos
- 15 mandatos de prisão
- 10 falsidade documental
- 5 agentes federais mortos


Em algum lugar próximo.... ( Todos )


Uma silhueta masculina vagava por entre a cidade com um singelo sorriso em sua face, sua expressão claramente com os efeitos do tempo demonstravam traços de ter vivido um período de grande desgosto. As olheiras faziam parte de sua expressão pesarosa e cansa, seus passos eram ligeiramente vagos, titubeando brevemente enquanto ele próprio encostava sobre uma construção de madeira suspirando de maneira pesada, o tédio parecia ter lhe sido deixado conforme ele próprio deslizava as costas por entre a parede, sentado-se no solo árido do lugar.


[ ??? ]- Huhuhu....mais um...e finalmente tudo poderá começar. Dizia enquanto passava uma das mãos sobre a outra, dedilhando brevemente um grosso anel dourado que havia em seu anelar esquerdo. Um brilho incômodo pareceu emanar do anel. -.....e ao que estava sentado nele foi concedido tirar da terra a paz..... Um sádico sorriso formou-se a face do homem.


Saloon Oest



Um dos televisores presentes no bar relatavam na noite passada uma série absurda de atividades relativamente císmicas próximo a Calico ademais uma tortuosa tempestade de raios que ocorrera em meio ao esmo, sendo este um fenômeno nunca antes visto. Ao que era relatado perante os televisores seria o fato de que Calico estava claramente intacta e funcionando perfeitamente como uma das cidades mais prósperas como ponto turístico graças aos eventos que se aconteceram na mesma muitos séculos atrás.
I N F O R M A Ç Õ E S

Prazo para os Jogadores: 15/06/2015

Prazo para o Narrador: 17/06/2015
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nick Bartowski
Jogador assíduo
Jogador assíduo
avatar

Mensagens : 323
Data de inscrição : 15/11/2014
Idade : 22
Localização : Las Vegas / USA

MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   08.06.15 18:51

Prestou atenção no homem que o ajudava, um cidadão tipico daquelas cidades pequenas americanas, ele não tinha motivos para mentir então tomou seus ditos como verdade. - Entendo, Obrigado pela informação. Boa caçada. - Desejou enquanto seus olhos encaravam o mesmo tomar rumo em direção as lebres, ele não tinha tempo para caçar, não agora, quem sabe depois de toda essa bagunça estiver resolvida. Nick voltou seus olhos para o resto da cidade, alcançando o tal bar onde o suposto assassino se encontrava, tomou rumo sem perder tempo, mas ainda em passos calmos, tinha um plano em mente.


O local estava cheio, o cheiro de comida e bebida era intenso, o movimento estava a cima do normal para uma cidade pequena, viu tanto homens como mulheres, alguns bebendo, outros comendo, pegou tudo com os olhos até alcançar uma mesa onde um casal fumava, o homem que oferecia fogo parecia ser o tal Bart, encaixava-se perfeitamente a descrição de seus sonhos, mesmo assim ele não tinha certeza, seus tempos de impulsividade haviam acabado, não sabia quem era a mulher, se trabalhava com ele ou se era sua proxima vítima. Nick foi até o balcão e sentou. - Cerveja, por favor. - Pediu, para pessoa no balcão. Quando a pessoa voltou, ele falou novamente. - Conhece algum Bartolomeo? - Tomou um gole da Cerveja, enquanto aguardava a resposta.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   11.06.15 20:10


Mesmo que eu tente não fixar o olhar, isto é impossível. Meus óculos captam muita informação, mas não me atenho a nenhuma delas, confesso que nunca estive rodeada por tanta gente de caráter duvidoso, mas eu não estava ali para fazer ou ser a justiça, aliás, eu nem sou uma justiceira. O meu objetivo ali era saber o porquê sonhei com o homem que acendeu meu cigarro, só isto. Não faço o tipo “benfeitora”, se não tem recompensa não me interessa.

O curto tempo que meu olhar encontrou o do homem foi suficiente. Era uma ficha bem interessante, mas eu ganhava dele em assassinatos. O homem detrás do balcão parecia atordoado e quando me entregou tanta coca sorri.

- Nossa, poderia ter sido na garrafa, beberia no bico sem problema. A cidade está mesmo muito movimentada, existe alguma programação especial? Será que ainda encontro vaga em alguma hospedaria?

Olhei de soslaio, novamente, para o estranho próximo a mim. Um viés de sorriso decorou meus lábios e beberiquei um pouco de coca, odeio coca! Enquanto aguardava o homem detrás do balcão me responder, o noticiário chamou minha atenção. Encarei o televisor atenta e achei tudo muito estranho. Virei para o homem ao meu lado tirando os óculos.


- Como isto é possível?

Minha ideia era saber se o homem estava hospedado na cidade e talvez, quem sabe, usar meus dotes femininos para saber se ele realmente estava ali para matar alguém e porque eu havia sido avisada disto.

Voltar ao Topo Ir em baixo
David D. Jones
Omega Game Master Design
Omega Game Master Design
avatar

Mensagens : 417
Data de inscrição : 02/07/2014

MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   12.06.15 13:13

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
David D. Jones
Omega Game Master Design
Omega Game Master Design
avatar

Mensagens : 417
Data de inscrição : 02/07/2014

MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   15.06.15 14:07

Sofia



A garota por outro lado, havia tomado um certo ímpeto, fazendo as perguntas certas no momento certo ao barman, chamando sua atenção logo após ter sido servida pelo homem, antes de Nick pedir uma cerveja, escutando as indagações da bela mulher, respondendo-a quase que prontamente.


[ ??? ]- Ahn...programação especial? Não que eu saiba mas ultimamente a cidade tem ficado muito cheia, meus estoques estão quase zerados e eu pedi ao meu filho para buscar mais em uma cidade afastada...agora..uma hospedaria por aqui tem apenas uma. Disse o homem enquanto coçava brevemente a lateral de sua cabeça. – Olha...assim que sair daqui do saloon, a duas quadras daqui tem uma lojinha de suvenires e hospedaria, creio que vá gostar das acomodações daqui. Sorriu. – A cidade adora forasteiros...


Após terminar seus afazeres, o homem fora em direção a Nick, entretanto, Sofia não hesitou em utilizar-se da desculpe perfeita para conversar com o homem ao seu lado que parecia um tanto quanto desconcentrado do lugar em que estava, mas ainda assim, debruçado sobre o balcão o homem escutou a indagação da mulher, virando apenas suas orbes fixas na mulher.




[ Bartolomeo ]-....parece até o apocalipse. Disse o homem, seco. – A hospedaria que perguntou ao barman, estou hospedado nela, se quiser posso te levar até lá mas você não me parece o tipo de pessoa que gostaria de lugares assim, se aceita um conselho, sugiro não ficar muito tempo por aqui.

Disse o homem ainda em tom seco antes de sorver os últimos goles de sua caneca.

Nick



O homem de cabelos alaranjados havia seguido as informações fornecidas pelo caçador em outro momento seguindo para um bar que parecia estar totalmente movimentado, cheio de pessoas que pareciam ser acometidas de um caráter claramente duvidoso, em exceção as crianças e algumas mulheres que haviam ali, entretanto, sem as informações fornecidas por Sofia, não passariam de pessoas comuns aos olhos de Nick enquanto avançava gradativamente nas dependências do lugar. Sugestivamente, Nick pediu uma cerveja ao qual um homem de meia-idade esboçou um breve sorriso não demorando para trazer uma generosa caneca de cerveja de 600ml, colocando-a cuidadosamente sob o balcão.


[ ??? ]- Aqui está senhor. Disse o homem virando-se lentamente, dando as costas a Nick pouco antes de escutar a pergunta proveniente ao mesmo, virando-se novamente para o rapaz de cabelos alaranjados. – Ahn...o Bart? Conheço sim... Disse em baixo tom, inclinando-se brevemente sobre o balcão. – Está vendo aquele cara ali do lado da moça bonita tomando coca? Indagou a Nick. – È o cara do lado direito dela..ele já está aqui a alguns dias. Afirmou logo retornando aos afazeres.


Enquanto isso em lugar afastado.


[ ??? ]-....o elenco está completamente pronto...logo meus irmãos...poderemos festejar juntos.... Disse uma silhueta masculina enquanto fechava brevemente seus estreitos olhos negros, os abrindo gradativamente enquanto passava a ponta de seus dedos sobre um anel em seu anelar, girando-o brevemente enquanto olhava a esmo.  




Atual – Saloon



Uma mulher de cabelos aloirados e expressão esguia, dotada de um corpo bem delineado empurrou lentamente as portas borboletas do estabelecimento, sua expressão atraiu a atenção de muitos homens que ali estavam ao qual uma espécie de flash surgiria a mente de Nick e Sofia, como se estivessem se lembrando de um detalhe em seu curto pesadelo sobre o alvo de Bartolomeo. A garota, apesar de bela estava a trajar salto alto de coloração negra em contraste com calças jeans azuis, uma blusa negra e sobre a mesma uma jaqueta de aspecto envelhecido. A garota caminhou brevemente por entre o saloon enquanto os homens a acompanhavam atentamente. Os ruídos causados pelos saltos da mulher chegavam até mesmo a ser incômodos graças as largas passadas da mulher pelo lugar, que cessou ao centro. Bartolomeo, por sua vez, desviou a atenção de Sofia virando-se lentamente em direção a bela mulher. A mulher parou bem ao centro do lugar e parecia fitar atentamente Bartolomeo que lentamente deslizava uma de suas mãos até sua cintura, virando-se de costas ao balcão que estava, ao qual, finalmente a voz feminina soou.




[ ??? ] - Eis aqui a sabedoria! Quem tiver inteligência, calcule o número da Besta, porque é número de homem, e esse número é seiscentos e sessenta e seis....


A mulher lentamente curvou sua cabeça e o que parecia ser acometido por um silêncio incômodo deu vasão a uma gargalhada tenebrosa, todos os membros daquele lugar olhavam atentos para mulher enquanto algumas risadas e propagações como “ ela é louca”, “ tão gostosa e tão maluca “, “ forasteiros” e demais adjetivos eram ditosos. A mulher ergueu sua face brevemente com os olhos fechados os abrindo-o lentamente, seus olhos eram enegrecidos e sua expressão diferente de antes.


[ ??? ]-Eis que tudo de ruim recaía sobre você. A guerra está começando e você será o esteio perfeito para ela! Que a Guerra Verdadeira comece e apenas os justos se mantenham de pé! Exclamou a mulher visando avançar então em direção a Bartolomeo, as unhas da mulher pareciam ter se alongado gradativamente assim como sua mandíbula havia se projetado um pouco mais para fora.




Bartolomeo, por sua vez, sacou uma estranha pistola de suas vestes, apontando em direção a mulher e disparando duas vezes consecutivas em sua cabeça, fazendo com que um brilho azulado emanasse do corpo da mulher pouco antes da mesma cair no solo, inerte. Estranhamente, nenhum sangue saiu do corpo da garota enquanto esta permanecia ali. As pessoas olharam estupefatas para Bartolomeo que simplesmente guardou sua arma e visou sair daquele lugar o mais rápido possível.  Estranhamente, as pessoas olhando-as de maneira estupefatas entreolharam-se em sequência, entretanto, antes o que deveria ser o pavor de um homem ter matado uma mulher, algo ainda mais estranho aconteceu, as pessoas do bar começaram a sacar uma quantidade absurda de armas e apontarem umas para as outras, as únicas expressões que conseguiam dizer eram “ Você está com os olhos pretos! “, “ Demônio!!!”, “ Monstro”, não demorou muito para que um tiroteio se iniciasse dentro do saloon.




Sofia e Nick enxergariam ao menos metade daquelas pessoas com os olhos enegrecidos disparando umas nas outras enquanto um verdadeiro inferno parecia se acometer naquele lugar.


[ Bartolomeo ]- Não pensei que fosse começar tão cedo... resmungou.


I N F O R M A Ç Õ E S



Prazo para os Jogadores: 25/06/2015

Prazo para o Narrador: 26/06/2015


Pessoal, se tiver alguma dúvida só postarem no chat. Estão diante de um tiroteio e o pesadelo que tiveram se concretizou. O que está acontecendo?


Eu deixei algumas dicas para vocês sobre o que estão enfrentando. Até agora deixei cerca de 3 frases e 1 imagem, se souberem associar bem descobrirão o que estão enfrentando.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nick Bartowski
Jogador assíduo
Jogador assíduo
avatar

Mensagens : 323
Data de inscrição : 15/11/2014
Idade : 22
Localização : Las Vegas / USA

MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   17.06.15 23:02

- Entendo. - Disse, enquanto ouvia as palavras do atendente, tomando um gole generoso da cerveja, apesar de não gostar de bebidas geladas a cerveja veio a calhar naquele momento, não demorou em pedir um Hamburguer com fritas. Acabaria a investigação depois de estar com a barriga cheia, não tinha comido nada desde ontem, quando estava em casa. Porem, enquanto observava a conversa entre o casal suspeito, foi supreendido com um discurso em voz alta de uma moça loira, não havia percebido ela entrar, por estar falando com o homem no balcão, suas palavras eram claras e certas, Nick soube do que se tratava no primeiro segundo. - Demonios. - Declarou em baixo tom, nunca havia cruzado com nem um, mas historias de mutantes que podiam invocalos eram até comuns. Se ela estava ali, coisa boa não iria acontecer. Sua mão alcançou a espada mas seu ataque foi interrompido quando o tal Bart, o homem que ele investigava, sacou uma arma e atirou no demonio, Nick ficou sem reação, tudo começou a fazer ainda mais sentido mas ele não teve muito tempo de pensar pois várias armas estavam sendo apontadas em sua direção.

Quando o tiroteio começou ele não pensou muito, agiu no modo automatico levantando uma barreira de fogo envolta de seu corpo, era uma defesa resistente e tiros de bala não poderia atravessar. Esperou pra ver o que podia fazer pois tiros vinham e todos os lados. Foi então que ele decidiu entrar em chamas e espalhar sua defesa como uma explosão, espandido a barreira de fogo para todos os lados como uma onda de calor e impacto, jogaria todas as pessoas no chão, aproveitou para atacar os que ele podia ver claramente que tinha olhos negros, não sabia como matar um demonio então optou por decapta-los com sua lamina em chamas, sempre atento para caso alguma bala pudesse o acertar, por isso, tentou deixar sua guarda alta e chamas por todos os lados do seu corpo, quentes o bastante para fazer qualquer bala que se aproximasse dele simplesmente evaporar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   19.06.15 8:12


O barman fora deverás gentil, sorri para este e agradeci as informações. O “assassino” com o qual sonhei manifestou-se a minha indagação, sua contradição era quase palpável. Sorri para ele depositando meu copo, quase cheio, no balcão e o olhei com vigor.




- Exatamente que tipo não pareço ser? E se puder me acompanhar até a hospedaria ficarei agradecida. E não pretendo ficar muito tempo, apenas o suficiente para encaixar uma peça que falta.

Dizendo isto, deixo o valor da coca-cola no balcão e me levanto.

- Pode me levar lá agora? Preciso muito tirar minhas botas e tomar um banho.

Mais peças daquele misterioso quebra cabeça resolveram aparecer, uma mulher que chamou muita atenção, inclusive a minha, adentrou o lugar. Seu rosto, de alguma forma, era me familiar. Coloquei os óculos e a olhei por tempo suficiente para saber quem era. A mulher disparou a falar e as coisas ficaram realmente tensas. Tirei meus óculos e com extrema sutileza observei o que o homem ao meu lado fazia, suas ações reforçavam o que eu havia visto em meus sonhos, mas ele agiria na frente de todos? Sim, ele agiu, e a forma certeira com que acertou a mulher me deixou boquiaberta, mas o sangue que esperei respingar em minha pele não veio, alias nada veio. Apenas um silencio mordaz. Observo o homem se movimentar para sair e então seguro em seu braço e falo baixo.

-Tenho certeza que o melhor que farei é ficar ao seu lado, importa-se de me explicar o que aquela coisa é? Você me chamou e estou aqui, é hora de me dar entrada pra festa.

Enquanto falava, reparei num homem que se tornou chamas, realmente estávamos no inferno, mas não estava na hora de eu pagar meus pecados. Tirei uma arma da coxa e mirei a cabeça de uma das criaturas, especificamente uma mulher que havia me olhado torto.


Queria experimentar se minha arma poderia matar aquelas coisas como a de Bartolomeo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
David D. Jones
Omega Game Master Design
Omega Game Master Design
avatar

Mensagens : 417
Data de inscrição : 02/07/2014

MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   19.06.15 13:20

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
David D. Jones
Omega Game Master Design
Omega Game Master Design
avatar

Mensagens : 417
Data de inscrição : 02/07/2014

MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   19.06.15 13:40

Sofia




A astuta mulher parecia ter conseguido uma pequena ponta para puxar assunto com Bartolomeo que mantinham-se apoiado sob o fino balcão de madeira ao qual sua mão repousava suavemente sobre a alça de uma pequena caneca. Sua expressão, embora atenta entrava em atrito com seu olhar que aparentava estar extremamente preocupado com o que estaria por acontecer. Assim que o homem disse a Sofia sobre a hospedaria questionando qual seria o “ tipo “ da garota, a mesma o retrucou fazendo com que ele apenas direcionasse o olhar ao belo corpo da garota, suprindo-se de um último gole de sua bebida.


[ Bartolomeo ]- Bem...a julgar pelas roupas você com certeza não é das redondezas. Vir para uma “ cidade fantasma” turística não parece muito seu estilo. Disse o homem enquanto simplesmente assentiu afirmativamente com sua fronte em relação ao restante das palavras da mulher.


[ Sofia ]- Pode me levar lá agora? Preciso muito tirar minhas botas e tomar um banho.


Bartolomeo sorriu brevemente de canto enquanto suspirou de maneira pesarosa enquanto os eventos se seguiam, entre meias palavras ele a respondeu-, ainda que em um breve tom irônico. – Acho que o banho vai ter de esperar. Disse o homem logo após disparar sobre a mulher aloirada.


Nick



Nick havia mal perguntado ao barman a sua frente sobre Bartolomeo e logo deparou-se com uma grande confusão no Saloon, fazendo com que o rapaz criasse uma barreira de chamas em volta de seu próprio corpo e então, expandi-la de maneira abrupta. Graças as chamas de Nick, não somente as pessoas que estavam em meio a um tiroteio foram alcançadas, mas também as bebidas e a madeira do lugar visto que desde o teto, as paredes e o solo do lugar, incluindo mesas, cadeiras e algumas canecas entraram em combustão potencializando a expansão das chamas do rapaz. Diversas pessoas caíram no solo em madeira do lugar com sérias queimaduras em seus corpos, algumas gritavam e outras ainda sequer se moviam visto que, o mesmo potencial do rapaz em derreter balas certamente causaria um grande estrago em tecido. Muita gritaria se espalhou e cada vez mais disparos enquanto as pessoas daquele lugar pareciam evadir-se dali, separando-se em dois grupos, ao menos, era o que Nick poderia notar em meio a tanta confusão.


Posteriormente, os golpes efetuados pelo homem em chamas contra algumas pessoas surtiram efeito. Graças a lâmina flamejante que Nick brandia, as cabeças de seus oponentes eram arrancadas de seu corpo e os ferimentos imediatamente cauterizados, entretanto, se o rapaz olhasse bem poderia notar que aquelas pessoas ao qual havia queimado estavam com feridas verdadeiramente grotescas a mostra.


Sofia / Nick



[ Sofia ]- Tenho certeza que o melhor que farei é ficar ao seu lado, importa-se de me explicar o que aquela coisa é? Você me chamou e estou aqui, é hora de me dar entrada para festa.


Bartolomeo havia se programado para sair do lugar, graças ao que ocorrera e potencializado pelas chamas de Nick que incendiaram boa parte do bar, afinal, haviam inúmeros condutores para as chamas do rapaz, entretanto, assim que Bartolomeo escutara as palavras de Sofia, ele arqueou sua sobrancelha instantaneamente e então virou-se para Sofia.


[ Bartolomeo ]-..mas eu não chamei você aqui. Disse rapidamente enquanto notava a garota mirar em uma das cabeças das criaturas, disparando imediatamente a aproximação da mesma em sua direção. O disparo efetuado por Sofia acertou-a entre os olhos produzindo uma pequena marca em sinal a Mira de Hoffman, fazendo com que apenas um único filete de sangue emanasse do ferimento antes da mulher tombar abruptamente. As costas do ferimento, uma leve implosão dado ao impacto do disparo de Sofia fez com que uma quantidade significativa de sangue emanasse. – Eu não a chamei mas venha comigo de qualquer forma. Disse em tom seco, preparando-se para sair daquele lugar finalmente, mas não antes do homem movimentar sua arma e disparar próximo a Nick, a bala disparada por sua vez não seria afetada pelas chamas de Nick, acertando uma garrafa próxima ao rapaz para fazer com que ele se voltasse a Bartolomeo. – Você também homem de chamas, venha comigo.


Disse Bartolomeo enquanto corria efetuando minimamente 5 disparos em pessoas próximas a porta fazendo com que as mesmas tombassem igualmente ao oponente alvejado por Sofia, caso Nick o tivesse escutado, seguiria formando um trio com Sofia e Bartolomeo. Ambos seguiriam por duas quadras daquele lugar antes de direcionarem-se a única hospedaria que havia no lugar. Enquanto no percurso, Bartolomeo explicaria a ambos.


[ Bartolomeo ]- Não sei quem são vocês mas não deveriam estar aqui, vocês caíram em meio a uma guerra, anjos, demônios, criaturas lendárias ou qualquer outra coisa que vocês dois imaginarem existe. Aquela coisa que matei dentro do bar, a loira, era um demônio e não, ele não morreu apenas o recipiente que morreu. Disse o homem pausando sua fala brevemente para tomar fôlego e então continuar. -...presságios como você viu na tv e tentou puxar assunto comigo são coisas que premeditam alguma espécie de ritual, porém, eu não entendi, como diz que e a chamei aqui? Indagou Bartolomeo quando o trio já havia chego a porta da hospedaria.




[ Bartolomeo ]- Vamos entrar com cuidado. Aquele demônio era apenas um tipo....mais fraco. Disse em meias palavras já forçando a porta para que pudesse entrar.


Assim que Bartolomeo entrou no lugar, uma garota de cabelos curtos e negros apontou uma pistola em sua direção.


[ ??? ]- Não tão rápido demônio....




[ Bartolomeo ]- Sou eu...ainda. Disse seco.


[ ??? ]- Graças aos céus, como você está? A cidade ficou uma loucura desde que foi ao bar. Aqui mesmo as pessoas começaram a matar umas as outras, eu consegui juntar um pequeno grupo de sobreviventes aqui.


[ Bartolomeo ]- Aconteceu o mesmo conosco. Só que no bar. Disse enquanto fechava a porta atrás de si. – A guerra começou novamente, Mayra.


[ Mayra ]- E quem são esses dois?


[ Bartolomeo ]-..um deles disse que eu a chamei pra cá, mas eu não entendi, será que poderia explicar?


[ Mayra ]- Acho que aqui não é um bom lugar para ficarmos, como tudo aqui em Calico praticamente é feito em madeira, não há portas ou paredes grossas o suficiente para impedir que os demônios entrem aqui.


[ Bartolomeo ]- Quem são vocês? Disse Bartolomeo indo ao fundo da hospedaria, alguns corpos estavam espalhados pelo lugar enquanto Bartolomeo pareceu chamar Sofia e Nick para um dos quartos ali. – Não adianta eu perguntar informações sobre vocês sem me revelar.


Disse Bartolomeo aproximando-se de uma cama de solteiro, puxando abruptamente um edredon que estava em cima, revelando um conjunto então abrupto de armas, munições e demais aparelhatos.


[ Mayra ]- Bartolomeo, vou vigiar o perímetro, não há muito o que possamos fazer antes que o mestre dessa guerra se mostre...vou colocar alguns sobreviventes pra vigiar o lugar e vou tentar estender um perímetro seguro.


[ Bartolomeo ]- Faça isso e Mayra, não saía sozinha, você sabe o que pode estar nos aguardando.


A garota apenas virou-se brevemente em direção a Bartolomeo e sorriu. Posteriormente virou-se a Sofia e Nick assentindo afirmativamente a fronte para ambos.

I N F O R M A Ç Õ E S

Prazo para os Jogadores: 29/06/2015

Prazo para os Narradores: 01/07/2015
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nick Bartowski
Jogador assíduo
Jogador assíduo
avatar

Mensagens : 323
Data de inscrição : 15/11/2014
Idade : 22
Localização : Las Vegas / USA

MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   19.06.15 16:58

Seu corpo em chamas causaria um estrago enorme no local, ele não tinha pensado nisso pois estava tentando defender-se das inumeras balas em sua direção. Porem, ocorreu de que suas ações foram como o esperado, conseguiu ganhar território dentro de caos de balas e arrancou algumas cabeças com amaterasu, usou de seu poder para não ser atingido desprevinidamente, seu corpo alcançou temperaturas altas o bastante para evaporar balas e isso fez com que os humanos ao redor fossem queimados de forma significativa e grotesca, tentou ser o mais rápido possível para não causar mais estragos ou mortes, foi então que ele viu Bart e sua companheira, quando o mesmo atirou para chamar sua atenção, Nick queria respostas e só aquele cara as tinha.


Em disparada saiu do local, baixando as defesas e a temperatura de seu corpo, enquanto acompanhava a dupla. - Você é um caçador demonios? O sonho faz mas sentido se pensar dessa forma. - Se aproximaram de uma estalagem, o local que o senhor de mais cedo indicou. - Guerra? ótimo. - Entraram na estalagem e encontraram uma garota, portando uma arma, mas aparentemente ela e o homem se conheciam. Algumas pessoas estavam por ali, aparentemente bart tinha uma parceira e ela conseguiu agrupar alguns humanos.


Acompanhou Bart para um dos quartos, ele e a mulher do bar, que Nick pensava ser sua parceira mas pelo discurso entre Bart e a mulher da estalagem, estava enganado. O trio foi até um dos quartos onde bart guardava seu arcenal. - Meu nome é Nick Bartowski, sou um mutante e nos ultimos dias tenho tido sonhos em que pessoas morrem, o ultimo sonho que tive foi nessa cidade e com você nele! Por isso eu vim a sua procura, para parar você, mas aparentemente as pessoas que estão sendo mortas são Demonios, estou certo? - Ele olhou para a Sofia. - Você teve esses sonhos também? - Parecia ser bem estranho.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   23.06.15 9:01



O misterioso homem de voz seca e olhar desinteressado expõe sua opinião a meu respeito, apenas sorrio.

- Não julgue um livro pela capa, você pode perder uma boa leitura.

Dei uma piscadela e então as coisas mudaram radicalmente e querendo ou não o rapaz me levou para a tal hospedaria, confesso que não era exatamente o que eu esperava e a recepção fora bem calorosa. Assim que a garota apontou a arma para nós, levantei os braços em sinal de redenção, não que eu estivesse interessada em me render, mas é bom fingir ser submissa.

Ao adentrar o local reparei que aquilo era um quartel de resistência e quando me foi explicadoo que estava acontecendo entendi o que ocorria. Alguém em algum lugar julgou-me apta a combater forças do mal, seria algo como anjos caídos? Chamas do inferno? Como eu disse ainda não estou pronta para o inferno.

Aguardei o homem fogo responder a pergunta feita e então olhei para Bartolomeo e pedi permissão para pegar uma das várias armas e só então falei.




- Achei que fosse você que estivesse me chamado, assim como ele eu também sonhei com você, mas o que me trouxe aqui não foi a justiça e sim curiosidade, diferente dele nunca tive intenção de combatê-lo. Estamos em meio a uma guerra demoníaca e confesso que isto é bem excitante, posso acompanhar Mayra? Ser protegida não é minha praia, gosto da ação, quanto mais ação, melhor. A propósito, sou uma mercenária russa, estava de férias quando fui “convocada”.


Aguardei a resposta de Bartolomeo e olhei para o cara que virava chama, Nick era seu nome. Estendi a mão e sorri.



- Muito prazer Nick, chamam-me Sofia.

Aproximei-me de Mayra e falei num tom baixo.



- Espero que não se importe com minha companhia, sou claustrofóbica, mas não conte a ninguém, por favor!

Caso aceitassem meu pedido, pegaria uma das armas e seguiria as ordens de Mayra.
Voltar ao Topo Ir em baixo
David D. Jones
Omega Game Master Design
Omega Game Master Design
avatar

Mensagens : 417
Data de inscrição : 02/07/2014

MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   23.06.15 11:37

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
David D. Jones
Omega Game Master Design
Omega Game Master Design
avatar

Mensagens : 417
Data de inscrição : 02/07/2014

MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   24.06.15 15:44




Conforme Nick e Sofia chegaram a hospedaria juntamente com Bartolomeo, pouco a pouco a situação parecia se esclarecer, entretanto, não fora Bartolomeo que os convocara para aquela situação, entretanto, ele deixaria claro a dupla conforme ele próprio começava a equipar-se gradativamente com parte do pequeno arsenal que estava sob uma das camas do cômodo.


[ Bartolomeo ]- Eu não os convoquei, aliás, sequer tenho poderes que poderia afetá-los a distância. Eu sou um caçador de demônios, por assim dizer Nick, porém, eu não sei o que pode tê-los convocado ou mesmo os planos do demônio que estamos enfrentando quer conosco, mas pelo jeito, com exceção a alguns sobreviventes, somos os únicos próximos a humanos por aqui.


A indagação em sequência de Sofia fez com que Bartolomeo estreitasse seu olhar de maneira breve, ele sequer conseguia compreender o significados dos sonhos, entretanto, não objetivaria impedir Sofia ou Nick de acompanhar sua parceira, ele apenas contentar-se-ia em tentar descobrir o que estava havendo naquela estranha cidade. Conforme Mayra e Sofia preparavam-se para sair, os demais sobreviventes do lugar saíam de um cômodo rudimentar do lugar que parecia ser o estilo quase completo daquela cidade fantasma. O primeiro deles, um homem de altura considerável, barba relativamente grande ao qual suas costeletas preenchiam de maneira incomum a região de seu bigode, aparentando cerca de 45,50 anos e longos cabelos negros fora o primeiro a evadir-se do cômodo, Nick pôde reconhece-lo imediatamente.


[ ??? ]- Ohh...você é o rapaz de mais cedo, não? Que estava procurando o Bart. Pelo visto também conseguiu sobreviver a pequena confusão . Disse o homem sorrindo. Não nos apresentamos devidamente, meu nome é John.


( John )


A segunda silhueta que formou-se por detrás do homem era um individuo com vestes típicas daquela região, ao estilo cowboy com direito a um sobretudo surrado, botas e revólveres ao qual apoiada em seus ombros uma pesada carabina, entretanto, o que mais chamaria a atenção do homem seria parte de sua face completamente desfigurada.


[ ??? ]- Me chamo Flint, ao dispor de vocês.


( Flint )


Em terceiro, uma garota com cabelos azulados e uma bela expressão em volta de uma espécie de sobretudo preto, a expressão da garota era serena em decorrência a confusão que havia se formado naquele lugar.


[ ??? ]- Sou Cass...e esse é meu irmão...Padre Anderson...


( Cass )


( Padre Anderson )


[ Bartolomeo ]- Agora que todos já se conhecem, preciso que façam algumas coisas por mim antes. Preciso que se dividam em dois grupos, um dos grupos poderia ir buscar suprimentos enquanto os segundo fará o reconhecimento do perímetro do lugar.  Como ainda está de dia, creio que os demônios não nos trarão mais problemas por agora mas preciso que tomem cuidado. Vamos nos reunir na delegacia de Calico, lá é o único lugar que conheço que tem grades fortes o suficientes para aguentar esses demônios.


[ Mayra ]- Tudo bem...vamos lá Sofia..


[ Flint ]- Eu vou com vocês duas, padre, acho melhor ficar aqui, seu deus não vai te proteger aqui.


[ Anderson ]- ......


[ Bartolomeo ]- Não comece brigas Flint, eu sei muito bem do que você é capaz.


[ Flint ]- Tsc...só queria saber quem colocou você no comando.


[ John ]- O cara sabe mais que você, só isso. Disse o caçador esboçando um breve sorriso enquanto passava uma de suas mãos levemente sobre a outra, pousando-a suavemente sobre um anel, dedilhando-o suavemente.


Bartolomeo suspirou pesadamente, entretanto, desistiu de retrucar os argumentos do homem. Em um grupo, aparentemente havia ficado Flint, Sofia e Mayra e no outro Nick, Bartolomeo e Cass, uma dupla havia se formado para ir a delegacia John e Anderson. ( Caso queiram trocar seus grupos, fiquem a vontade ). O primeiro formado iria verificar o perímetro enquanto o segundo deveria procurar provimentos/suprimentos e a dupla formada deveria ir a delegacia.


I N F O R M A Ç Ô E S


Prazo para os Jogadores: 04/07/2015


Prazo para o Narrador: 05/07/2015


Pessoal, pelo visto vamos passar um pouco das 5 atualizações. Espero que estejam gostando.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nick Bartowski
Jogador assíduo
Jogador assíduo
avatar

Mensagens : 323
Data de inscrição : 15/11/2014
Idade : 22
Localização : Las Vegas / USA

MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   27.06.15 16:05

A conversa tomava rumo com as explicações e reais motivações de Bart sobre a cidade e os assassinatos, naquele ponto Nick já sabia que aquilo tinha de ser feito, só ficou um pouco chateado de não ter percebido antes, mas como ele poderia? Deixando isso de lado, voltou a sua mente quando a moça que acompanhava Bart desdo bar estendeu a mão para ele. - Muito prazer sofia. - Apertou a mão da moça e acenou com a cabeça, em um gesto educado. Os outros humanos 'salvos' consumiam o local, todos tinham que se ajudar para que aquela confusão toda tivesse um final. O homem de hoje mais cedo, que havia ajudado a localizar bart, aparentemente estava vivo, Nick já tinha esquecido dele. - Sim, acabei encontrando ele no meio disso tudo, muito prazer jonh, me chamo Nick. - Também apertou a mão do homem. - A caçada vai ficar pra depois, eu suponho. -

Os outros se apresentaram, um por vêz, Nick tentou decorar todos os nomes mas era pessimo nessas coisas então resolveu deixar para lá, voltou novamente a atenção a bart que explicava como deveriam proceder, aparentemente ele não sairia daquele lugar tão cedo. Bart atribiu a Nick a tarefa de o acompanhar para pegar suprimentos, ele seria de boa ajuda para defesas, criando barreiras de fogo caso fosse necessário, porem ele não podia sentir demonios, os corpos dos possuídos perdia o calor necessário para seu rastreamento, isso seria um pouco frustrante mas valia apena o risco. - Onde fica o mercado da cidade? Eu posso chegar lá e limpar a área de forma rápida, posso ir voando, se vocês quiserem até posso criar uma plataforma e nos levar lá. -



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   02.07.15 22:38


Tudo naquele lugar remetia ao passado e ouvi, com atenção, as palavras de Bartolomeo. Peguei algumas armas e as distribui pelo corpo, levei uma na mão. Coloquei novamente meus óculos e cada novo integrante que aparecia fazia a varredura de seu passado. Meu olhar demorou-se um pouco em Jonh e Flint, sorri para o segundo, pois ele nos acompanharia. Estendi a mão para Flint e falei num tom descontraído.

- Então, do que você é capaz? Também é um caçador de demônios? Fiquei curiosa para saber de onde vem suas cicatrizes.

Agi da forma mais natural possível e segui Mayra, ela me nortearia. A ideia de suprimentos causou-me um breve desconforto, não pretendia ficar ali por muito tempo, dali a uma semana tinha um serviço para executar, tarefa simples. Posicionei-me e perguntei a Mayra.



- Você acha que seremos páreo para o que estar por vir? A quanto tempo caça demônios? Existe algum jeito de identifica-los, antes de se revelarem?

Olhei a garota e ergui as sobrancelhas, não tirei meus óculos. Tudo sobre a garota passava pela minha retina, mas eu não parei para ler nada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
David D. Jones
Omega Game Master Design
Omega Game Master Design
avatar

Mensagens : 417
Data de inscrição : 02/07/2014

MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   03.07.15 14:22



Aviso: Pessoal, não estarei atualizando nenhuma quest este final de semana. Retornei apenas na Segunda-feira(06/07) com a atualização.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
David D. Jones
Omega Game Master Design
Omega Game Master Design
avatar

Mensagens : 417
Data de inscrição : 02/07/2014

MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   06.07.15 21:37




Nick fora o primeiro a se manifestar diante daquela situação, realizando algumas indagações sobre o mercado da cidade estaria, sendo respondido não por Bartolomeo mas sim, por Flint, ao qual possuía uma drástica cicatriz em um lado de sua face, o homem esboçou um breve sorriso enquanto lentamente erguia uma das mãos, levando-a até a aba de seu chapéu.


[ Flint ]- O mercado fica a quatro quadras daqui, mas não sei se voar como um homem em chamas vai ajudar neste anoitecer, creio que será uma presa fácil se sair voando por aí pegando fogo, rapaz. Disse o homem enquanto lentamente retirava de seu sobretudo esfarrapado uma espécie de mapa turístico do lugar, visando coloca-lo em cima de uma mesa lentamente enquanto tentava desamassar as dobras que haviam sido formadas.



Enquanto isso, Sofia era quem fazia indagações, sendo imediatamente respondido por John enquanto passava seu olhar de maneira breve no corpo da mulher. John era visivelmente mais alto que Sofia, extremamente robusto apesar da aparência de meia idade. Um sorriso singelo brotou a face do homem que deixou seus dentes amarelados se mostrarem.


[ John ]- Eu não sou caçador de demônios, apenas tenho uma afinidade natural com qualquer arma de fogo...ou brancas, como preferir, é algo que eu tenho desde quando era novo, provavelmente antes de você nascer. Em sequência, fora Flint que respondeu-Eu apenas tenho uma mira muito boa... heheh...consigo acertar qualquer um a uma boa distância. Se há uma alta especificação em uma arma, eu consigo atingir claramente a expectativa de alcance dela, de maneira certeira. Disse o homem também sorrindo.


Posteriormente a isto, Sofia havia indagado Mayra que simplesmente virou-se em direção a garota, sorrindo.


[ Mayra ]- Eu caço demônios a cerca de 10 anos, desde que Bartolomeo me salvou quando minha família foi morta e desde então..eu sigo ele. Sobre algum meio de identifica-los..bem...jogar sal, por isso vamos buscar suprimentos no mercado, sal os afasta, eles odeiam, assim como água benta e uma espécie de reza que apenas o Bartolomeo consegue fazer, eles fogem na hora...mas...o que está me preocupando é a quantidade de presságios que vem ocorrendo já a algum tempo ao redor de Calico...


[ John ]- Presságios? Indagou.


[ Mayra ]- Sim, tempestades de raios, normalmente algum desastre natural que não ocorreria em uma região começa a ocorrer....e em grande escala, isso é premissa de alguma coisa....eu não sei o que pode ser.


[ Anderson ]- Então...quer dizer que esses presságios...e...demônios...são duas coisas relacionadas a bíblia...mas tempestades de raios remetem ao Apocalipse...


[ John ]- Meu amigo religioso...e você não acha que Calico está um caos?


[ Bartolomeo ]- Vamos nos concentrar em salvar nossas peles por enquanto e nos proteger. Muito bem, está na hora de nos ajudar...Nick, você vem comigo...você também Cass, a idéia é fazermos o reconhecimento do perímetro enquanto o primeiro grupo composto por Sofia, Flint e Mayra pegam sal e algum suprimento básico...não creio que os demônios vão demorar mais tempo para nos atacar, mas sugiro ficarem atentos... John e Anderson, vocês vão a delegacia e cuidem do lugar até chegarmos, tomem cuidado. Todos os que forem pegos devem fornecer a senha “ estrela “ para entrarem no lugar, caso ao contrário, seremos todos mortos se alguém de nós for pego.


[ Mayra ]- Vamos lá?


Lentamente, John, Flint, Cass, Anderson, Bartolomeo e Mayra apoderavam-se de alguns armas fornecidas por Bartolomeo anteriormente assim como Nick e Sofia pudessem fazer, no entanto, John lentamente dedilhava seu anel enquanto uma expressão claramente preocupada tomava conta de sua face.


Saída da Hospedaria



Assim que o grupo saísse da hospedaria, ambos poderiam seguir nas direções que haviam sido estipuladas.


( Mercado )




( Delegacia )




( Mapa Calico )


I N F O R M A Ç Õ E S


Pessoal, vocês podem dar ordens aos npc’s caso queiram, caso ao contrário, eu mesmo irei coordenar a ação deles. Tomem cuidado, estamos nos aproximando do fim da Quest.


Prazo para os Jogadores: 16/07/2015


Prazo para o Narrador: 18/07/2015
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Quest: Croatoan   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Quest: Croatoan
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
RPG JOGOS :: Geral :: QUESTS FINALIZADAS :: Croatoan: Os Escolhidos-
Ir para: