INTERESSADOS EM JOGAR, ACESSEM: http://orkutando.online/comunidade.php?com=2717
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Quest - Fim do Princípio

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
Reiner Braun
Participativo
Participativo
avatar

Mensagens : 89
Data de inscrição : 07/07/2014

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   09.12.15 16:59

A confusão havia se instaurado completamente no lugar, se Wade estivesse tentando criar a distração perfeita havia conseguido e conseguido a tal ponto de mobilizar até mesmo o coordenador daqueles infelizes a agir, talvez o mercenário obtivesse algum êxito afinal em sua distração, quem sabe com a sorte de Neena algum tiro evadisse de sua arma e então fosse de encontro a testa daquele moleque, ao menos, era o que Reiner pensava enquanto mais e mais soldados pareciam se aglomerar na tentativa de deter Wade. Enquanto a confusão se fazia ainda mais presente o trio decidira escapar para outro lado, no entanto, o porquê disso? Porquê sair daquela formação de soldados e se arriscarem nos corredores da base de Almasor? “ Tolice..”pensou Reiner enquanto mantinha-se a acompanhar Neena e seu parceiro. O descontentamento era evidente na face do homem, esta que não pôde ser vista pelos membros do grupo.


Mentalmente, Reiner tentou contato com os membros de seu grupo. Por mais que estivessem próximos uma única palavra mal colocada poderiam leva-los a uma nova confusão. “ Porquê não aproveitamos e matamos Quentin? Não seria como acabar com a confecção de mais mutantes e com isso desestabilizar a base inteira do Almasor? E estamos saindo, seguindo para onde? Não temos mapas, não temos qualquer informação a não ser que esses caras estão injetando o poder mutante nesses infelizes, temos que parar a produção e então dar cabo dos soldados. Mesmo que Almasor seja detido qual força irá deter esses soldados que são motivados pela fé? Se o arauto morrer os servos ainda agirão. Talvez se pegarmos o cripitex possamos reverter a formula?” pensou Reiner tentando comunicar isso aos parceiros.


Nathan guiou o trio até uma alta sala de comando, a tecnologia por sua vez parecia inúmeras vezes mais avançada do que a que Reiner utilizava e isso o deixou por breves instantes encantado mas logo desviou a atenção para Nathan, olhando-o de soslaio assim que avistou Almasor. “ Não consegue invadir a cabeça do Almasor agora que seu protetor ( Quentin ) está ocupado? Se puder, ferre e mente dele o máximo que puder! “ Reiner urraria se pudesse pois o ódio da traição lhe deixava de certa forma ansiando pelo sangue de Almasor. O curto devaneio de Reiner cessou quando um soldado aproximou-se imediatamente questionando-os sobre o carregamento, o que deveriam levar? “ Nathan, consegue descobrir desse cara sobre o que tem no carregamento?” Reiner suspirou e assentiu afirmativamente com sua fronte ao soldado e então voltou sua atenção para Neena, a seguindo.


“ Creio que devemos eliminar Quentin primeiro, com isso acho que não será difícil lidar com o resto, sem a proteção de Quentin acho que Almasor está totalmente vulnerável, vamos mata-lo. Não adianta sair daqui com esse carregamento seja lá do que for se há outros 3000000 mil sei lá quanto sendo confeccionados..e quantos soldados eles estão projetando? Nathan, se mantiver o Quentin longe da minha cabeça eu acabo com Almasor. “ tentava Reiner comunicar-se novamente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Agente 5
Participativo
Participativo
avatar

Mensagens : 54
Data de inscrição : 10/01/2015

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   11.12.15 16:09

A experiência de Zaira foi fundamental para o término desta parte da missão. Sabiamente, a oriental radicada nos EUA percebeu que as explosões estavam sendo ordenadas do lado de fora, de modo que os dois perdiam tempo ali. Por um lapso o jovem cubano esqueceu-se do fator de cura atribuído aos dois. Alarmou-se pois este aparentemente demorou a “fazer efeito” no oriental, mas pouco após, fez, bem como os leves ferimentos no próprio corpo. Desta forma, saíram do local.

Do lado de fora, havia grande movimentação. Ambulâncias, paramédicos, militares de várias patentes, funcionários civis de diversos cargos movimentavam-se no intuito de ajudar os feridos, recuperar equipamentos perdidos e o principal, evitar que as outras bombas explodissem. Apesar de toda esta movimentação, os dois perceberam, através dos óculos especiais, que um furgão diferenciava-se dos demais. Entreolharam-se e como se tivessem conversado mentalmente, resolveram agir.

▬ Bem, se eles querem agir disfarçados, certamente não vão querer nos contrariar. Tá vendo o depósito 17? ▬ indicou com os olhos um grande galpão, numerado 17, provavelmente usado para guarda de aviões de pequeno porte. Certamente estaria vazio, tendo em vista a grande movimentação na sede do Pentágono.

▬ Vou me vestir novamente como militar e pedir para eles se dirigirem para lá. Discretamente, você pode tentar pegar algum deles ou descobrir informações no furgão, se tudo der certo, vazio. O que acha?

Caso Zaira concordasse, discretamente se dirigiria para uma das salas de crise montada provisoriamente, de forma que daria um jeito de sair de lá uniformizado. Caso desse certo, sairia, e logo após, se aproximaria calmamente do furgão. Com uma prancheta em mãos, falaria com o motorista (e eventual terrorista) para se dirigir ao depósito 17. Somente agiria se houvesse concordância por parte dela, que certamente conheceria o lugar melhor do que ele.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zaira

avatar

Mensagens : 12
Data de inscrição : 09/10/2015

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   12.12.15 14:02


A estratégia de Ruan parecia boa, mas o que eu exatamente faria? Olhei para ele e fiz afirmativo com a cabeça. Como fazia parte da segurança do Pentágono, não tive dificuldade em receber ser atualizada de tudo o que acontecia, inclusive da informação do intervalo entre as explosões. Enquanto recebia as informações, minha irmã entrou em contato comigo, respondi-a sem delongas.

— Não estamos em melhor situação Maha e pelo que fui informada Nick e Sasuke estão enfrentando um teleportador, lembra de Noturno? É o mesmo princípio. Eu e Ruan estamos investigando algo, em breve lhe ponho a par.

Desliguei o comunicador e adentrei um dos furgões que estavam ali, era de uma emissora de TV. Mostrei minha identificação e não fui impedida de assentar-me à frente dos vários monitores que transmitiam as imagens ao vivo. Usando o que aprendi, com cuidado tentei rastrear para onde aquele furgão estava passando suas informações, será que teria sucesso?


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sasuke
Participativo
Participativo
avatar

Mensagens : 43
Data de inscrição : 11/02/2015

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   13.12.15 2:35

Pelo visto tudo tinha sido resolvido, o garoto que os perseguiam foi atingido por uma onda de eletricidade, todos os outros agentes que estavam no chão também, provavelmente foram mortos, mas estavam ali para servir, Sasuke não se importava com as vidas alheias quando a sua estava em jogo. Sacou sua Katana assim que o alarme de incêndio disparou, ele não seria afetado já que estava usando uma roupa Isolante, suas extremidades estavam todas protegidas, e a prendeu a lamina no chão de metal, criou um eletricidade novamente, agora segurando na lamina da espada, assim sua katana serviria de Fio terra para toda aquele eletricidade do corredor, fez sua luva gerar uma carga contraria a da disparada segundos antes, isso ataria toda a eletricidade para um único ponto, a lamina. As defesas de Nick enfim foram consumidas pela água, a fumaça do fogo subiu por todo local. - Tem um problema lá em cima ainda, eu acho, suba com o presidente e se seque logo, você é apenas um inútil quando está molhado. - Que fim tinha levado a garota da bomba? Sasuke colocou a lamina na bainha, tirou a bateria especial e colocou outra, mas preferiu deixar a luva desligada ainda. - Qual status da garota com a bomba? - Perguntou aos outros agentes.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nick Bartowski
Jogador assíduo
Jogador assíduo
avatar

Mensagens : 323
Data de inscrição : 15/11/2014
Idade : 22
Localização : Las Vegas / USA

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   13.12.15 2:48

A água do sistema contra incêndio começou a cair sobre eles, o fogo foi se desfazendo, com isso o isolamento da sala eletrificada, eles seriam eletrocutados, mas nada aconteceu, foi quando ele se deparou com Sasuke retirando a katana do chão, o que exatamente ele tinha feito? - Pare de me dar sermão, temos que tirar ele daqui logo!  - A moça levantou-se, não parecia se importar muito com o vestido molhado nem com quase ter morrido eletrocutada. - Vamos enfrente, preciso achar um lugar que eu possa me secar. Estamos indo na frente Sasuk... - Quando reparou Sasuke nem estava mais no corredor, talvez tivesse voltado pra fazer algo, Nick também notou os agentes que foram pegos pela eletricidade, e o garoto teleportador, ficou triste por ter que fazer aquilo, apesar de só ter defendido o presidente, ainda sim tinha culpa pela morte daquelas pessoas. Seguiu caminho até o lado de fora da passagem secreta do presidente, mandou que Amaterasu ganhasse temperatura, entrar em chamas era impossível naquele estado, porem, aumentar a temperatura corporal era uma coisa normal, tanto pra ele quanto pra espada, iria seca-lo em alguns minutos. O carro estava esperando por eles. - E então, alguém revistou esse caro pra saber se tem alguma bomba ou algo do tipo? é melhor fazer isso antes de embarcar. - Ele falou para a moça molhada, ele iria ajudar, não parecia haver agentes por perto então achou melhor procurar apenas eles mesmos.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
NateSummers
Participativo
Participativo
avatar

Mensagens : 72
Data de inscrição : 30/06/2014

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   13.12.15 15:50

Assim que tem uma oportunidade eles se separam do bando e corriam por um corredor adjacente. Nathan ouve os contatos telepáticos de Wade e Reiner.

Nathan não responde a Wade pra não dar chance de ser pego por Quentin que tentava com todas as forças se infiltrar na mente do mercenário.
Não queria que as linhas psíquicas se cruzassem.
Como Reiner tinha uma mente mais evoluída e treinada ele pode respondê-lo.

(Nós temos mapas sim, eu fiz o download das informações quando toquei no painel do corredor com meu braço cibernético)


Assim que viram a esquina se deparam como imenso centro de comando. Reiner reconhece Almasur. Nathan percebe devido ao elo mental.

Antes que pudessem tentar alguma coisa eles são interrompidos por um guarda e conduzidos a um Heli ponto onde uma aeronave os espera pra os levar a New York.
Nathan "ouve" as considerações de Neena e Reiner.



(Vocês tem razão. Vamos acabar isso aqui e agora, mas não devemos tentar pegar Quire ou Almasur em separado, a queda de um fatalmente alertará o outro. Vamos nos dividir. Um de vocês  confrontará Quentin fisicamente enquanto eu dou suporte telepático enquanto outro se encarregará de Almasur. Decidam)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Neena
Jogador assíduo
Jogador assíduo
avatar

Mensagens : 230
Data de inscrição : 30/06/2014

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   13.12.15 21:59


Casa Branca

Nick

O agente Nick conseguiu levar o presidente, em segurança, até o carro. O homem estava mudo e parecia assustado. Mika, mesmo que o agente não tenha lhe perguntado, falou, tentando uma proximidade com o indiferente agente.


— Não me incomoda estar molhada e agradeço sua proteção lá embaixo. Não se preocupe com a segurança do carro, pois ele só pode ser dirigido por mim.

A agente então abre a maleta e retira de lá algo que parecia um leitor de barras manual, parecia estes usados em supermercados.


A mulher afasta-se um pouco do carro e aciona o equipamento. Uma luz azul percorre todo o automóvel e um ruído de destrave de alarme é ouvido. Mika olha para Nick e fala educadamente.

— Vamos?

A agente caminha e convida Nick a adentrar o veículo e faz com que o presidente adentre logo depois. Senta-se no lugar do motorista e da partida. O veículo segue por um túnel bem iluminado, tudo parecia bem, até algo não previsível acontecer. Os vidros do veículo estavam fechados, pois o ar condicionado estava ligado. O túnel ficou as escuras e Mika teve que ligar os faróis. A garota ficou apreensiva, mas continuou a andar. Uma fumaça inodora e invisível começou a sair  pelo ar condicionado. Sem aviso a luz voltou, mas nenhum dos três tripulantes do automóvel sentiu diferença no ar. Após alguns minutos, estava distante ainda da saída do túnel, Mika desmaia sob o volante e após ela o presidente, apenas Nick estava ainda consciente, mas sentia muita náusea. O carro perdeu o controle, mas o mesmo não estava alta velocidade. O que os três inalaram foi uma quantidade alta de CO (monóxido de carbono), lembrando que CO é altamente inflamável. Nick tinha que decidir o que fazer, pois a vida do presidente e da agente estava em suas mãos. Através do comunicador Nick recebe uma chamada para que confirme se ele, a agente e o presidente estão indo para o local de encontro.

Sasuke

Sasuke resolveu o problema da eletricidade com mais uma ação que só os ninjas podem ter e com isto decidiu que seria melhor ir ver o que havia acontecido coma garota da bomba. Ao aproximar dos agentes que estavam com receio de adentrar o corredor o rapaz lhes informa que Nick e a agente seguiram para o local combinado, mas a expressão do comandante geral não foi das melhores. Ele enviou um alerta pelo rádio, olhou Sasuke e falou baixo.

— A mulher da bomba, está morta, conseguimos desarmar a bomba e ela se matou. Seu amigo e minha agente estão ferrados, pois não era pra irem com o presidente a lugar nenhum, todos são suspeitos agora. O presidente corre perigo.

Sasuke poderia seguir para a sala onde, antes, estava Mika e Nick ou poderia seguir o comandante geral. Lembrando que a sala estava fechada por dentro e que o sistema eletrônico foi severamente danificado graças a ação anterior de Sasuke.

Pentágono

Ruan como um estrategista bem treinado, elaborou toda uma estratégia de aproximação. Todas as suas ações foram bem sucedidas até o momento que aproximou-se do furgão. A janela estava fechada. O vidro não tinha insulfilme e por isto deu para ver que não havia ninguém La dentro. Ruan caminhou devagar pela lateral do veículo e notou que o furgão estava aberto. Com cuidado Ruan abriu a porta e o que viu lá dentro o deixou confuso. Três homens mortos, mas aparentemente não haviam sido mortos por arma de fogo ou qualquer outro tipo de arma. Além dos homens havia um sofisticado sistema de transmissão de dados por satélite. Ruan olhava tudo e enquanto fazia isto uma nova explosão eclode no Pentágono. Uma parte desaba e por sorte não havia ninguém no local, fica claro para todos que a intenção de Almasor era levar o Pentágono ao chão. A resposta para interromper as series de explosões estavam dentro daquele furgão, cabia a Ruan  investigar e desvendar este enigma.

Zaira foi na contramão de Ruan, a agente da ONU resolveu investigar o envio de informações. Com a ajuda de acesso ilimitado a informações confidenciais, a agente acionou uma varredura via satélite das informações e sem muita dificuldade conseguiu cruzar as informações e descobriu que tudo era repassado para um famoso prédio da cidade de Nova York, Empire State. O que isto queria dizer? Cabia a agente seguir ir investigar sozinha ou dividir sua informação com Ruan e assim ambos decidirem o que fazer.

Istambul

Nathan Neena e Reiner estavam de acordo e mesmo que muitas de suas perguntas não fossem respondida, decidiram agir da forma mais eficaz.  Neena recebe o comando mental de Nathan e então sorri de canto.

— Deixem comigo, afinal a sortuda aqui sou eu.

Neena aproxima-se do soldado que os escoltava e falou baixo.

— Você sabe que existe um louco a solta aqui? Sabe que querem muito o DNA dele, pois ele é um mutante muito poderoso?

O soldado se vira para Neena e neste instante a mutante acerta-lhe o rosto com o cabo da arma que usava. O homem cai desacordado. Ela olha para Nathan e Reiner, sorri novamente.

— Vamos, está na hora de acabar com tudo isto, ahh e odeio tampar meu rosto.

Neena tira o lenço que cobre seu rosto e passa um batom nos lábios, Reiner e Nathan percebem a mudança sofrida em seu rosto e voz.

— Porém não sou idiota de virar experimento nas mãos deste loucos, caso algo saia errado, a ideia é destruir este lugar e devemos começar já.

Neena pega sua metralhadora e começa a andar  na direção dos laboratórios, ela olha para Nathan e Reiner.

— Vou destruir os laboratórios, vocês cuidam de Almasor e Quentin. Vamos aproveitar a chance que o louco do Wade está nos dando.

Não muito longe dali, Wade diverti-se ao ver Quentin com o rosto sujo de sangue. Muitos soldados correram na direção de Wade e esta era a intenção de Wade. Quentim tinha dificuldade de captar a mente de Wade devido a sua loucura e isto o deixava desnorteado. Devido ao uso constante de sua telepatia e por estar controlando tantas ilusões, o telepata estava cansado mentalmente, mas seu orgulho não o deixava ver isto. Reiner e Nathan poderiam usar isto a seu favor, Wade estava fazendo um grande favor aos três, porque ele estava agindo assim, ninguém saberia dizer.

Submarino

Maha recebia as informações enviadas por Neena e percebeu quando resolveram agir, destruir tudo. Entendeu que todo o plano foi por água abaixo e por isto avisou a Zaira o que estava acontecendo, aquela estratégia estava fora dos planos e não sabiam o que Almasor tinha reservado para caso as coisas saíssem do controle e se ele tivesse algo pior que mutantes com fator de cura?

Almasor ainda não sabia do que estava acontecendo em sua fábrica de mutantes, porém se soubesse não faria diferença para seus planos, em breve teria o fator de cura de Wolverine e a telepatia de Quentin. Não foi difícil conseguir o DNA de Quentin, tão tolo e ambicioso. Iria tetar em si mutações mistas e se desse certo, o mundo estaria a seus pés.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Agente 5
Participativo
Participativo
avatar

Mensagens : 54
Data de inscrição : 10/01/2015

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   18.12.15 19:34

Por sorte não havia ninguém no furgão. Ou azar. O bom é que o (agora) meta-humano não teve de inventar desculpas para distrair os supostos terroristas. No entanto, também não havia ninguém para que pudesse interrogar, o que era seu maior objetivo. De qualquer forma, adentrou o furgão e começou a analisá-lo.


Na parte traseira do automóvel, havia três corpos jogados no chão. Assim que iria começar a investigar, escutou um grande estrondo. Olhou para fora do furgão e pôde notar que mais uma parte do Pentágono foi destruída. Concluiu, assim, que estes não eram os supostos terroristas. Estes, na verdade, ainda deviam estar por aí, armando novas explosões. Pelas contas do latino, ainda restavam três partes para a destruição total do prédio. Tinham de correr.


▬ Zaira, pode me ouvir? ▬ falou através do comunicador, na expectativa que a agente pudesse ouvi-lo ▬ O furgão que indiquei... ele está vazio. Quer dizer, com três mortos. Acredito que sejam militares e não os terroristas. Então eles ainda devem estar aí. Cuidado onde estiver.

Ativou novamente o óculos dado pela ONU. Procuraria pistas, rastros, que pudessem levá-lo até os terroristas e impedir novas explosões. Pensou em comunicar-se com Neena. Já fazia um tempo que não se falavam. Entretanto, pensou que poderia prejudicá-la de alguma. Aguardaria mais um pouco. Sabia que Cable a protegeria de todas as formas.

Investigando, notou que havia um mapa interno do Pentágono. Isso não seria de grande ajuda, já que a própria Zaira trabalhava no local e saberia sobre os pontos de có e salteado. Entretanto, haviam pequenos “x” vermelhos marcados em alguns lugares do mapa. Cinco, para ser mais exato. Provavelmente tratava-se da localização das bombas remanescentes.

Ao encarar novamente os corpos no chão, notou que haviam pegadas, que eram percebidas somente por causa do óculos. Com um efeito parecido com o do famoso luminol, começou a seguir, apesar destas terem sido apagadas (ou terem tentado apagá-las). Novamente comunicar-se-ia com Zaira.
   
▬ Zaira, acha que descobri algumas coisa. Podemos nos encontrar?

(...)

Após o encontro dos dois, mostraria o mapa e falaria sobre as pegadas. Provavelmente, elas levavam para um caminho diverso, já que provavelmente teriam plantado as bombas antes de uma possível fuga. Assim, indicaria para que a moça fosse atrás das outras bombas e as desarmasse, enquanto ele seguiria as pegadas e tentaria abatê-los. Isto tinha dois fundamentos: ela conhecia bem o local e também não queria que ela eventualmente se machucasse num confronto contra os terroristas. Antes de partir para o caminho acertado, aproximou o rosto da boca da moça e lhe deu um beijo breve, sorrindo pouco depois. Torcia para que conseguisse achá-los antes que mais bombas explodissem.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Reiner Braun
Participativo
Participativo
avatar

Mensagens : 89
Data de inscrição : 07/07/2014

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   19.12.15 16:16

Reiner escutou pacientemente as palavras de seu parceiro Nate Summers, desacreditando inicialmente das informações proferidas pelo mesmo. Como ele poderia sorver todas as informações do lugar com apenas um toque? Se ao menos Reiner tivesse tamanha habilidade. O mercenário permaneceu em silêncio por alguns instantes mas assim que fora interrompido decidiu seguir o trio.


Nate - Vocês tem razão. Vamos acabar isso aqui e agora, mas não devemos tentar pegar Quire ou Almasur em separado, a queda de um fatalmente alertará o outro. Vamos nos dividir. Um de vocês  confrontará Quentin fisicamente enquanto eu dou suporte telepático enquanto outro se encarregará de Almasur. Decidam.


Reiner seguiu o grupo até certo ponto e fora quando isto acontecia que Neena decidiu agir fazendo com que o homem esboçasse um breve sorriso por detrás do turbante que estava encobrindo sua face, seus olhos cintilaram brevemente de excitação e fora quando isto ocorreu que as palavras de Neena direcionadas ao soldado chegaram até ele quase seguidamente de um golpe que deixou o homem completamente desacordado. Outra habilidade realmente interessante que Reiner já conhecia, no entanto, se ao menos ele tivesse tal habilidade para si. O homem suspirou com tamanha sorte, porém, seria quase que como uma inspiração ao mercenário ao notar a garota livrar-se do tecido que encobria sua face, dizendo o que faria a seguir. Reiner, por sua vez decidiu aproximar-se do corpo do homem verificando se estava com armas ou qualquer aparelhato bélico e então, somaria ao seu.


[ Reiner ]- Até que enfim, esses disfarces estavam começando a me irritar. Disse o homem em tom seco. – Nate, consegue me dar cobertura com o telepata não é? Vamos dar cabo dele primeiro, aproveitar o alvoroço causado pelo maluco. Como eu devo ser a força de contenção aqui você deve ficar num lugar seguro e fornecer um aparo para mim e Neena, só espero que nenhum desses seguidores infelizes tenham a mesma habilidade. Disse Reiner já visando livrar-se do turbante e não somente isso como também das vestes que estava utilizando revelando estar com suas típicas roupas. Um sobretudo em couro, um colete a prova de balas que imediatamente tratou de desvencilhar-se visto que não precisaria mais do mesmo. Calças também em couro e coturnos escuros. Reiner sacou um par de Desert Eagles verificando suas munições rapidamente enquanto preparava a metralhadora que era atada as suas costas.



[ Reiner ]- Vou lidar com o telepata primeiro, fique afastado Nate porquê todos eles tem o mesmo poder que eu agora, mas eu ainda possuo um diferencial. Os olhos de Reiner cintilaram brevemente enquanto o homem grunhia brevemente mantendo sua cabeça agora pendendo-a para o lado direito. – Eu não tomei...o que preciso. Disse em voz baixa. – Esse é meu diferencial. Quando o telepata cair, afaste-se, dificilmente conseguirei controlar o que vai sair de mim. Estejam avisados. Era isto mesmo o que estava ocorrendo? Reiner havia decido ajudar realmente seus parceiros? Sem qualquer plano por detrás do original? Ser artemanhas ou desconfiança? O mercenário esboçou um breve sorriso.



[ Reiner ]- Nate, eu lembro vagamente o caminho, não o gravei totalmente, poderia me guiar? Indagou Reiner virando-se então para Neena que já deveria estar um pouco mais a frente. – Boa Sorte Neena. Disse o homem esboçando um breve sorriso. Era engraçado desejar sorte a alguém que já era totalmente preenchido pela mesma. – Boa Sorte Nate. Disse Reiner já começando a direcionar-se a localização de onde Quentin haveria de estar.


Reiner acelerou sua incursão em direção a localidade que outrora estava, conforme corria, um incômodo sem igual parecia percorrer o corpo de Reiner conforme avançava. Não demorou muito para que o homem cessasse a breve corrida, conseguindo avistar Quentin, Wade e os muitos soldados que haveriam de estar tentando deter Wade. Quantos haviam sido atingidos pelo mercenário imortal?



Reiner suspirou profundamente, seus olhos cintilaram e o mercenário segurou a respiração por alguns instantes erguendo ambas Desert Eagle apontando em direção a Wade. ( Desnecessário dizer que Reiner estava a uma distância considerável do mercenário ), e então, rapidamente expirou o ar que segurava e o prendeu novamente, direcionando ambas pistolas a Quentin, mirando com cuidado. Quentin era um telepata no entanto, seria capaz de desviar de tiros ou evita-los? Reiner não sabia mas ainda assim, estava lá não para detê-lo mas sim para mata-lo. Ele não traria problemas a ninguém. Reiner estreitou seus olhos e franziu o cenho. Em sequência vieram um, dois, três, quatro disparos todos mirados em Quentin. Reiner estava mirando na cabeça, peito e ombros e esvazia completamente os conteúdos de sua arma em direção ao telepata, não alertaria o mesmo de sua chegada, não falaria nada, não daria uma mínima chance para que o homem escapasse já que deveria estar focado em Wade. Reiner o mataria sem qualquer piedade.




Caso obtivesse êxito em mata-lo ou mesmo feri-lo, imediatamente Reiner se desvencilharia de suas pistolas e gradativamente do sobretudo que estava a utilizar de maneira rapidamente. Duas travas em suas vestes retirariam o colete de couro que estava embaixo do segundo colete( a prova de balas ). Gradativamente retiraria suas luvas e ficaria completamente sem camisa. Manteria apenas a metralhadora em uma das mãos enquanto deixaria seus olhos cintilarem brevemente.


[ Reiner ]- Irei mostrar o quanto sou perigoso para vocês! Exclamou Reiner com uma voz quase gutural. Afinal, Reiner deveria livrar-se ou incapacitar todos aqueles que tinham o mesmo poder que ele e não poderia medir qualquer esforço para deter Quentin, Almasor ou qualquer um que se colocasse em seu caminho. Rapidamente, o tecido sobre a pele de Reiner começou a remexer-se como se algo se movimentasse por baixo da pele, longos apêndices pareciam movimentar-se em seu corpo fazendo com que o homem urrasse, se era de dor, fúria ou mesmo uma excitação não compreendida nenhum expectador seria capaz de dizer, no entanto, gradativamente os apêndices apontaram para fora do corpo de Reiner produzindo grandes feridas em seu corpo, Reiner era um monstro ou mesmo, havia se tornado um. Longos três apêndices, grossos, começaram a emanar de seu corpo, desvencilhando-se em vários apêndices menores começando a se entrelaçar pelo corpo do mercenário envolvendo seu peito e um de seus braços. Enquanto tal ação ocorria o corpo do homem titubeava alguns passos chegando até mesmo a apoiar suas costas por breves momentos na parede daqueles corredores. Quando a transformação monstruosa de Reiner pareceu acabar um de seus braços aparentava claramente ser bem maior que o outro, em constante movimento e então, Reiner avançou.




Reiner visou então utilizar um de seus braços(o maior ), para atingir Quentin caso este estivesse vivo e então, com a metralhadora dispararia sobre os soldados que ali haviam, estaria eles com medo? Com receio? Será que tinham tanta certeza que seus novos poderes os salvariam de um monstro? Neste momento Reiner estava trabalhando não somente com força bruta e uma arma de fogo mas também com o psicológico de uma criatura que deveria apenas ser citada dos próprios pesadelos e estava ali, diante da frente de tantos mutantes. Reiner não era um mutante, muito pelo contrário, era o cientista, o monstro e estava mostrando ao mundo segundo sua concepção doentia os efeitos de suas experiências. – MORRAM TODOS! Vociferou em voz gutural.



Obs: Ignore as partes metálicas hehe
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
NateSummers
Participativo
Participativo
avatar

Mensagens : 72
Data de inscrição : 30/06/2014

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   20.12.15 14:36

Mau termina de falar e Neena se antecipa e dá cabo do soldado que os guiava até o helicóptero.  
O mutante observa sua bela amiga agindo com seu charme habitual enquanto a mesma retira o disfarce e retoca o batom.
Ele sorri enquanto, se aproxima e a beija no rosto.

- Já disse que vc é impressionante? Tome cuidado.

Reiner toma as armas e equipamentos do soldado caído e parte.

-Não se preocupe. Estarei  te dando suporte.

O piloto do Helicóptero sai com uma AK47 em mãos após ver o soldado ser abatido, mas não consegue dar 2 passos. suas próprias roupas o sufocam graças a telecinese de Cable e então desmaia.

-Ficarei no helicóptero. É nosso meio de fuga. Nos encontraremos aqui quando acabarmos as missões.

Nathan entra e tranca  aeronave. Fecha os olhos e se joga no plano psíquico.

(Abram suas mentes pra mim ) ele diz telepaticamente. seu cérebro copiou e gravou toda a planta do local e agora ele compartilha a informação com Neena e Reiner.
Ao mesmo tempo que ele lhes dá parte de sua "consciência telepática"  dando uma espécie de sensor de perigo aos 2.

-Vamos acabar com isso hoje!

Cable concentra ainda mais seus vastos poderes e ataca Quentin diretamente. Com isso dando uma abertura a Reyner.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nick Bartowski
Jogador assíduo
Jogador assíduo
avatar

Mensagens : 323
Data de inscrição : 15/11/2014
Idade : 22
Localização : Las Vegas / USA

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   04.01.16 22:11

Entraram no carro e logo pegaram a rua, não pareciam ter muitos carros naquela noite, talvez a rua tivesse sido fechada para que o presidente pudesse ser extraído com mais facilidade do local. Nick ainda sim teria preferido revistar o carro mas ele entendeu que não tinham muito tempo para fazer isso, visto que o inimigo poderia aparecer a qualquer momento. Entraram num túnel com pouca visibilidade, as luzes osilavam por conta da velocidade mas por um momento eles ficaram totalmente nas escuras, quando a luz finalmente voltou Nick pode sentir um cheiro estranho, A guarda costas do presidente e o próprio desmaiaram segundos depois do surgimento do odor misterioso, Nick não entendeu muito bem mas teve a primeira reação de se inclinar para frente e segurar o volante, o carro perderia o controle a qualquer momento, foi quando ele sentiu seus olhos começarem a sangrar, depois suas narinas e ouvidos, o sangue subiu para sua boca logo em seguida, Nick começou a segurar o vomito de sangue que encheu sua boca. Em desespero, ele soltou o volante e puxou Amaterasu, enfiando na porta que o presidente estava encostado, usou de sua força remanescente para tentar abrir um buraco e sair dali.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sasuke
Participativo
Participativo
avatar

Mensagens : 43
Data de inscrição : 11/02/2015

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   04.01.16 22:27

- Entendo, Você tem a localização deles agora? que rota tomaram ou algo do tipo? - Sasuke falava enquanto o comandante tentavam entrar em contato com Nick e a Agente que o acompanhava na segurança do presidente. Ele tentou mais de três vezes, nem um tipo de resposta indicava, O que sasuke achou estranho pois Nick conseguia contornar quase todas as situações sozinho. - Droga, me dá um carro que eu sigo até onde eles estão indo, provavelmente vão precisar de reforço. -


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zaira

avatar

Mensagens : 12
Data de inscrição : 09/10/2015

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   08.01.16 0:31


O que descobri com as minhas investigações me deixaram surpresas, mas aquele dia ainda me guardava mais surpresas. Enquanto tentava ligar uma coisa coma outra ouço Ruan pelo comunicador, respondo de imediato.

— Ruan, lhe ouço bem. Estes corpos estão ai como uma isca, tenho certeza. Investiguei e acredito que encontrei uma resposta para nossas perguntas. Dê-me mais um tempo. Até já.

Desliguei o comunicador e voltei afazer ligações mentais, mas algo ali não batia, Ruan me disse que havia homens mortos? Porque fizeram isto? Não havia muito tempo e antes que eu pudesse chamar Ruan novamente o comunicador acendeu a luz novamente, atendi e falei já me direcionando para Ruan estava. Ao chegar lá ele me expôs o que encontrou e então entendi, fiquei surpresa com o beijo, mas sorri para ele.

— Não adianta eu desarmar as bombas, estão nos observando. Vamos juntos para o Empire State , mas faremos isto de forma discreta. Finja que vão fazer o que tem em mente e eu seguirei pelo lado oposto. No caminho eu te pego.

Segurei o rosto de Ruan e lhe dei outro beijo. Sai de perto dele e caminhei para a parte de trás do Pentágono, pretendia pegar um dos carros que só podem ser dirigidos com senha, eu tinha uma senha.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Neena
Jogador assíduo
Jogador assíduo
avatar

Mensagens : 230
Data de inscrição : 30/06/2014

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   10.01.16 15:49



Casa Branca

Nick estava numa situação delicada, pois caso usasse seu poder, explodiria o carro. A agente e o presidente já estavam mortos, estaria mesmo? O agente sentia os efeitos do gás, visto que o mesmo é inodoro, mas possivelmente Nick tinha habilidades muito acima das humanas e sentiu o cheiro do gás, mas já era tarde demais. O carro girou no asfalto, o cheiro de borracha queimada inundou o túnel. Não muito distante dali, vários carros aguardavam, um deles blindado e bem parecido com o que levava o presidente, Nick e a agente. Um homem usando uma touca que deixava apenas seus olhos visíveis falou baixo.

— Preparem-se, ele vem ai.

O que aqueles homens pretendiam? Dentro do carro, Nick usava o recurso de sua espada e em uma manobra muito bem pensada, o agente enfiou sua espada na porta no exato momento que o carro aproximou-se da parede do túnel, exatamente uma curva. A espada enfiou-se na parede e a porta foi forçada a abrir, estava ali a chance de Nick, mas ele teria forças para sair do veículo?
Sasuke bem que tentou, mas não recebeu retorno de seu parceiro e amigo, algo não estava bem. Ao solicitar um veículo, o comandante geral responde de imediato.

— Nossos carros são controlados por senhas, e você não é registrado, sabe pilotar?

O homem leva Sasuke até uma janela próxima e aponta uma moto, fala com seriedade.


— Cuide dela como se fosse minha, quero a inteira.


O homem também fornece as coordenadas para Sasuke, ele estava indo na direção de Nick, mas chegaria a tempo de impedir o que estava planejado para o presidente?

Pentágono


Zaira e Ruan fizeram descobertas interessantes. Ruan analisou o lugar e percebeu pegadas, mas não identificou os mortos, estariam mesmo mortos? O agente saiu da van e na sequencia encontrou-se com Zaira, a agente lhe comunica outra ideia e estava certa, não adiantaria desarmarem as bombas, pois não tinham certeza quantas estavam expostas e se por acaso não apareceriam mais. Dentro da van, os agentes mortos, milagrosamente se mexem, alguns segundos depois, e sentindo bastante enjoo eles abrem os olhos, um deles fala através de um comunicador.

— Senhor, não deu tempo, mas o rastreador esta implantado nele.

O homem mostra um aparelho que mostrava os nomes das ruas para as quais Ruan se dirigia. Uma força tarefa estava sendo montada para interceptar Ruan, mas ainda não sabiam de Zaira.
A agente, após encontra-se com Ruan, seguiu para o lado oposto e após alguns minutos pegou um dos carros e utilizou a senha, o veículo abriu as portas com um estalo. Zaira, já dentro do veículo seguiu para onde Ruan estava, mas algo não esperado aconteceu, um carro atravessou-se á frente da agente, de lá saíram três agentes e abriram fogo contra o carro de Zaira.



Ruan, por sua vez, tinha que lidar com cinco agentes encapuzados que vinham para cima dele e atiravam sem dó. Os encapuzados fariam de tudo para impedir a saída de Zaira e Ruan. Usavam de covardia e atiravam contra vários civis e soldados que estavam próximos do Pentágono. Missão de Zaira e Ruan, detê-los e alcançarem o Empire States.

Istambul

Momentos decisivos ocorriam em Istambul. Neena Thurman resolveu chutaras chances de uma investida silenciosa, Reiner e Nathan seguiram sua ideia. Reiner mostrou-se um ser muito acima do que pensaram, seu fator de cura agora lhe dava acesso a sua mutação sem dores, algo como um Wolverine. O golpe de Reiner acertou em cheio Quentin, o rapaz de cabelo rosa deslizou pelo chão e bateu desacordado, sangue saia de seu nariz. Usandoa metralhadora, Reiner disparou contra todos ali, matou muitos, mas muitos recuaram, com Quentin desacordado, eles ficaram perdidos.  Algo inusitado acontece, cientistas aparecem de vários corredores, olhavam Reiner e fiacam aterrorizados, tentavam desviar dos tiros, foi então que Neena entendeu o que acontecia. A mutante sortuda desviou de muitos tiros, obstáculos e enfim aproximou-se de Reiner.

— Pare, agora! Você desacordou Quentin, vá trás de Almasor, deixa o resto comigo.

Neena estava assustada e olhava Reiner com uma expressão indecifrável, ela respirava forte e piscava várias vezes, esta pequena trégua era o que precisavam um dos cientistas para resgatar Quentin, mas Neena não ia deixar isto de graça.

— Nathan, querido, detone a mente destes cientistas, agora, eu vou cuidar do Quentin.

Neena correu na direção do homem que levava Quentin para longe do tiroteiro, porém antes de sair d eperto falou com Reiner.

— Mate aquele desgraçado, por favor!

Neena, usando sua sorte, deslizou pelo chão e deu uma rasteira no cientista que carregava Quentin, a cabeça do mutante bateu no chão e então Neena o pegou e o arrastou para uma sala afastada, sentou-o numa cadeira e o amarrou.

— Sei que isto não vai lhe prender, mas vou procurar uma coisa que vai fazer você se arrepender, canalha.

Neena chamou Nathan mentalmente.

— Onde fica o laboratório químico, quero detonar o Quentin.

Neena queria deixar Quentin mal, e nada melhor que lhe causar muita dor.
Reiner estava recebendo instruções de Nathan, mas não foi preciso ir até Almasor, o tirano não demorou a aparecer, mas ele estava diferente, muito seguro, porém intrigado por não conseguir acessar a mente de Reiner.


— Você não vai se safar, vou adentrar sua mente e fritar seus miolos, seu traidor, manipulador, cínico.

A voz de A
lmasor exprimia toda sua ira, ele estava muito alterado e tentava de todas as formas alcançara mente de Reiner.  Nathan, por sua vez, fazia de tudo para manter a mente de Reiner protegida, mas por quanto tempo ele iria segurar a barra? Do lado de fora, muitos soldados estavam parados, não sabiam o que fazer, mas bastava um comando de Almasor e eles abririam fogo contra Nathan.  Missão, Nathan manter a mente de Reiner longe das garras de Almasor. Se Nathan falhar, será alvejado de tiros. Reiner enfim tem a chance de acabar com Almasor.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Reiner Braun
Participativo
Participativo
avatar

Mensagens : 89
Data de inscrição : 07/07/2014

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   10.01.16 19:47

Reiner havia avançado inicialmente contra Quentin, por azar desta vez, os tiros disparados atingiram somente subordinados, soldados aos quais Reiner encontrado em outra sala, em outro momento. Os disparos atingiam alguns e outros caíam mortos ao chão, o que estaria acontecendo? Havia certamente um ponto fraco naquela mutação? O mercenário sequer pararia para pensar, certamente haveria muito tempo a refletir posteriormente. Reiner então havia esvaziado completamente as pistolas ao qual utilizava e então, desvencilhando-se dos armamentos iniciais ademais suas vestes, o mercenário deixou que os resultados de suas experiências se tornassem evidentes e então em posse de sua última arma, ele a esvaziou completamente antes de avançar contra Quentin, conseguindo acertar o moleque com tamanha brutalidade que o corpo do rapaz deslizou pelo corredor até fazer com que ele batesse a cabeça e assim ficasse finalmente fora do jogo. Reiner rugiu guturalmente em resposta ao sucesso e notou medo, notou desespero e era isso que ele gostaria de ver aos olhos de seus inimigos. Ainda que eles estivessem com um poder que lhes permitia estar acima da humanidade ainda haveria algo que eles deveriam temer, algo pelo qual correriam por suas vidas ou então ficariam paralisados de medo, terror. Reiner deleitou-se com aquilo antes de avançar uma segunda vez, porém, um soldado colocou-se a frente de Reiner. Corajoso? Não, burro. O mercenário envolveu-o entre os apêndices que haviam envolto seu braço pressionando o corpo do homem o mais brutalmente que pudesse. Algo ele havia balbuciado mas Reiner não entendia completamente o idioma do homem mas sabia que tratava de alguma reza ou oração mas não importava, nenhum Deus o salvaria naquele momento. Reiner imediatamente ergueu o corpo do homem e então visou atingir o solo daquele lugar, os efeitos daquilo? Morte, sangue, ele não serviria mais ninguém, ao menos não naquela vida. Os olhos do mercenário cintilaram consideravelmente e só sanaram então quando Reiner sentiu algo aproximar-se e finalmente as palavras de Neena alcançaram sua audição.


Reiner rangeu os dentes conforme as palavras de Neena no entanto, o prêmio maior estava logo ali, ao menos, era o que o homem de cabelos aloirados e pele outrora límpida mas que jazia agora em rubro pensara. Ele simplesmente tentou assentir afirmativamente com sua fronte, dando de costas a Neena que já parecia ter corrido n’outra direção fazendo com que Reiner tomasse a mesma atitude, seguindo para outro lado e então de maneira vagarosa Reiner partira. Seu corpo estava pesado e o constante movimento dos apêndices faziam com que momento ou outro o corpo do mercenário titubeasse entre as paredes dos corredores. Não demorou muito para que visse enfim o prêmio daquele cenário, Almasor enfim havia se mostrado.


[ Almasor ]- Você não vai se safar, vou adentrar sua mente e fritar seus miolos, seu traidor, manipulador, cínico.



Um grosseiro sorriso surgiu a face de Reiner assim que as palavras do homem o alcançaram, no entanto, Reiner deixou seus olhos cintilarem brevemente enquanto assumia a postura ereta uma vez mais, os tentáculos que saíam de seu corpo dançavam aos pés do mercenário que simplesmente manteve-se a contemplar um breve momento enquanto seus olhos fitavam o de Almasor. – Eu não tenho mente para ser controlada ou invadida. Disse Reiner entredentes. Certamente estava a blefar, no entanto, Almasor não precisava saber que Reiner estava contando com a proteção mental de seu parceiro, precisaria? – Você vai ser julgado agora por mim...nenhuma lei ou cadeia vai merecer sua presença. Disse Reiner já avançando contra Almasor. Não importaria armas ou mesmo o dano que o líder daquela operação iria causar no corpo do mercenário, aquilo só contribuiria ainda mais para o que Reiner estava se transformando, ele era agora o criador e o monstro e em breve o que restaria de Almasor seria uma pilha de carne amorfa. Ninguém o salvaria, ninguém o salvaria de Reiner.


O Mercenário então visou utilizar seus tentáculos para alcançar Almasor, certamente Reiner não acreditava que ele não havia se apoderado do conteúdo do cripitex e usado em si mesmo, no entanto, Reiner ainda assim avançaria. Os três apêndices evadidos do corpo do homem visariam se entrelaçar de maneira rápida no corpo e Almasor e igualmente uma cobra imobilizaria seus membros, braços e pernas, tamanha força seria utilizada para fazer com que ele soltasse suas armas e então, Reiner tornaria a falar.


[ Reiner ]- Tanta quantidade....tanta qualidade...tão tolo. Enfim o Rei se torna o último a cair...nesse jogo. Dizia Reiner entredentes. – Vou me lembrar desse seu nome idiota... Vociferou o mercenário enquanto lentamente abria a boca, algo pareceu subir pela sua garganta e não tardou a manifestar-se pela boca de Reiner que imediatamente avançou de encontro a face de Almasor. O que aconteceria dali em diante podemos dizer que seria a vitória.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Agente 5
Participativo
Participativo
avatar

Mensagens : 54
Data de inscrição : 10/01/2015

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   11.01.16 0:00

Por alguns instantes o latino se esqueceu completamente dos acontecimentos ao seu redor. Mas, com esforço, voltou à (triste) realidade. Além dos terroristas de Almasor, o tempo parecia ser um inimigo de ambos naquela situação. De qualquer forma, tinham de agir. Zaira rebateu a ideia inicial do cubano, que a acatou, tendo em vista que ela tinha maior controle daquela situação. Concordou com a moça, combinando um ponto de encontro, um pouco à frente.

Desta forma, enquanto ela se dirigia até a “garagem” do local, ajudava os feridos, auxiliando os médicos no local. Ajudou a empurrar macas, levantar os feridos, dentre outros. Fez algo altamente insano, inclusive: havia um soldado que estava excessivamente ferido. Suas chances eram mínimas. Aproveitou, enquanto que os médicos haviam saído da enfermaria improvisada para injetar no ferido um pouco do seu sangue. Sua esperança era que o homem fosse “contaminado” pelo seu gene meta-humano, e assim pudesse adquirir a habilidade de se regenerar mais rapidamente, assim como ele. Como percebeu o sucesso da investida, saiu com uma pequena maleta com seringas, a fim de repetir o processo, se necessário.

Olhou ao redor e percebeu que Zaira se aproximava, dirigindo um jeep militar. No entanto, um carro atravessou o dela, de maneira brusca, parando próximo. Não poderia significar outra coisa: os homens, também vestidos como militares (infiltrados), saíram do automóvel e começaram a disparar contra a oriental. ▬ ZAIRA! ▬ A voz do homem saiu em tom elevado, enquanto sacava duas pistolas nos coldres localizados próximo às costelas.

No entanto, antes que chegasse mais próximo dos inimigos dela, cinco homens surgiram à frente dele. Dois saíram do mesmo carro, enquanto três surgiam “do alto”, pilotando suas motos em alta velocidade. Dispararam dezenas de vezes, de modo que não deixaram outra alternativa para Agente 5 senão buscar abrigo atrás de um outro jeepe militar, próximo a ele.

Recostou-se enquanto sentia a o balançar do carro tal era a quantidade de balas que o alvejavam. Abaixou-se, de modo que ficasse encostado no chão. Assim, dispararia contras as pernas de seus algozes, na expectativa de derrubá-los. Caso obtivesse sucesso nesse investida, ficaria sob o automóvel e dali, do alto, dispararia contra os terroristas. Se pudesse, ainda, dispararia contra os inimigos de Zaira.  
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zaira

avatar

Mensagens : 12
Data de inscrição : 09/10/2015

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   14.01.16 22:15


Chegar ao carro foi fácil e mais fácil abri-lo, mas as facilidades terminaram ali. Pelo comunicador chamei Ruan, mas não ouvi devido aos tiros que foram alvejados contra o carro que eu estava. Analisei as opções, os vidros eram blindados, mas não durariam muito tempo. Falei pelo comunicador com Ruan.

— Prepare-se, vou fazer uma loucura e conto com você.

Respirou fundo, colocou as duas mãos firmes no volante, aquele carro tinha recursos desconhecidos por muitos. Pisou fundo no acelerador e foi para cima dos atiradores, foi na direção de Ruan e ao sentir que era o momento, falou pelo comunicador.

— Pule para dentro do carro, consegue?

Era uma manobra arriscada, mas eles tinham o poder de se curarem e apesar dos civis que estavam sendo morto, algo muito maior estava em jogo, milhares e milhares de vidas. Aprendeu isto em seus treinamentos, às vezes sacrifícios devem ser feitos. A intenção de Zaira era seguir em frente, para o Empire, se eles estavam tão interessados neles, com certeza os seguiriam e deixariam os civis e Pentágono em paz.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Agente 5
Participativo
Participativo
avatar

Mensagens : 54
Data de inscrição : 10/01/2015

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   14.01.16 23:28

Zaira estava à frente de Ruan dirigindo o carro. Enquanto ele disparava contra os terroristas, a agente sugeriu seguir com o automóvel “contra” ele, de forma que provavelmente atropelaria os inimigos que estavam entre os dois, além da ideia em si de servir com um chamariz para os outros tantos terroristas que estavam destruindo o local. Dessa forma, Agente 5 concordou, acenando com a cabeça.

Assim que o automóvel se aproximou (o sucesso dependerá da narradora), o cubano saltou do jeep em que estava para o da mulher. Ambos os carros são “abertos”, o que facilita o ingresso  do agente no outro carro. É possível que o salto causasse alguma lesão a ele, caso batesse em alguma parte do outro carro no pulo. Mas, também, devido à sua técnica militar, talvez não fosse grave.


▬ Pra onde pretende ir?!

O diálogo dos dois se desenvolveria enquanto já tinham uma rota traçada por Zaira. Observou que no transporte havia uma metralhadora embutida. Sorriu. Tão logo estivessem em uma rodovia mais afastada, dirigir-se-ia até a arma e dispararia na direção dos automóveis deles, mirando ora nos para-brisas, ora nos pneus, de modo a tentar abatê-los de alguma forma.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nick Bartowski
Jogador assíduo
Jogador assíduo
avatar

Mensagens : 323
Data de inscrição : 15/11/2014
Idade : 22
Localização : Las Vegas / USA

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   17.01.16 16:26



A visão começou a ficar turva, ainda sentia o gosto do sangue em sua boca, pingava de uma maneira que ele não estava acostumado a ver, tentou respirar fundo mas o ar não chegava aos seus pulmões, parecia que ele estava inalando veneno. Tentou se segurar quando o carro girou, ele pode sentir Amaterasu ficando para trás junto com a porta do carro, na curva ele girou e jogou Nick para a lateral do banco, o garoto bateu a cabeça e ficou ainda mais tonto que já estava por conta do Dióxido de carbono. Uma voz bem la no fundo de sua mente ria de forma estrondosa, parecia gostar de toda aquela agitação ao qual seu portador passava, a outra voz, da deusa, o tentava motivar mas ele só conseguia ouvir sussurros, mais uma quantidade inata de sangue chegou a sua boca, ele teve que virar para o lado para não se afogar no próprio sangue. Usou da sua força restante para empurrar o presidente para fora do carro, assim como a agente, Nick puxou ela para o banco de trás e depois para fora, mas não tinha forças para sair ele mesmo dali, caiu no chão em uma tentativa falha de ficar em pé, caindo por cima dos corpos que tinha tentado salvar, ele sabia que não era uma boa opção ter pego aquele carro. Enquanto sua visão se apagava ele pode ver os flashs do túnel, mesmo escura o que parecia ser um farol se aproximava, passos, não sabia de onde vinham, o que queriam, Nick apagou logo em seguida.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sasuke
Participativo
Participativo
avatar

Mensagens : 43
Data de inscrição : 11/02/2015

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   17.01.16 17:01

Sasuke subiu na moto, parecia boa o bastante para chegar ao local com velocidade. - Prometo entregar ela inteira. - mentiu, ele não sabia como as coisas estavam no túnel, talvez tivesse que criar uma distração. - Ah e se você não se importa eu vou precisar da sua pistola. - Sasuke pediu com educação, parecia uma criança birrenta fazendo aquele tipo de pedido mas uma espada nem sempre era o suficiente. Partiu em disparada as coordenadas indicadas, acelerando a moto até o seu máximo. As ruas estavam vazias, graças ao esquema de segurança para a evacuação do presidente, pelo menos foi o que Sasuke pensou, o túnel tinha luzes amareladas que oscilavam com forme passavam as quilometragens indicadas nas paredes, ali a frente ele conseguia ver um combió chegando, bem mais próximo do que parecia ser um carro blindado, Sasuke desacelerou bruscamente e parou a moto bem antes, na marca da porta com a espada negra de seu parceiro cravada na parede. - Envenenado? - Sasuke tentou contactar para pedir reforços mas as comunicações ainda estavam offline. Abriu seu olho esquerdo, o que tinha sido selado quando usou sua habilidade ilusória na mulher bomba, parecia finalmente ter voltado ao normal. Sasuke deixou a moto e foi a pé, os homens que rodeavam o carro com as pessoas caídas estavam encapuzados. - Posso ajuda-los? - Sasuke levantou as mãos, como se estivesse rendido, ele tinha um plano, seus olhos novamente estavam vermelhos sangue, ele só precisava ter contato visual com seus inimigos. - Que tal a gente conversar? Vocês só precisam liberar o garoto ai de cabelo laranja, podem levar o o presidente, assim talvez todo mundo fique bem mais tranquilo, o que vocês acham? - Assim que Sasuke conseguiu contato visual deixou que seu poder fosse fluindo, criando uma ilusão onde o Encapuzado acabasse vendo vários Sasuke, esses eram seus aliados, todos seus aliados tinham a cara e vestimentas iguais as de Sasuke, Isso amedrontaria ele?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
NateSummers
Participativo
Participativo
avatar

Mensagens : 72
Data de inscrição : 30/06/2014

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   19.01.16 14:18

Nathan lutava ferozmente contra as investidas de Quentin tentando erguer barreiras a medida que esse ia as despedaçando,
fechando portas, apagando memórias criando outras falsas o direcionando a algum lugar dentro de sua própria mente.
Não tinha certeza dos danos psicológicos que poderia causar a Quentin, Reiner ou a si próprio.
Telepatia nunca foi uma ciência exata.



Enquanto estava naquela batalha mental pressente a aproximação de vários atiradores cercando o helicóptero. Mas graças a sua telecinético não estaria totalmente indeciso.

_Neena o que tiver que fazer faça logo. estou enviando toda a planta do prédio mentalmente
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Neena
Jogador assíduo
Jogador assíduo
avatar

Mensagens : 230
Data de inscrição : 30/06/2014

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   28.01.16 2:11


O terrorismo, atualmente, é um dos principais motivos para o medo e xenofobia que se instaurou no mundo. Desde o 11 de setembro o mundo anda em alerta para os terroristas, regras duras de fiscalização, porém isto não é eficaz quando se tem dinheiro. Almasor, cujo dinheiro pode comprar tudo é um ótimo exemplo. Ele conseguiu uma formula antiga para criar mutantes e agora o mundo corre risco. Os E.U.A , uma das maiores potências do mundo foi friamente atacada por humanos que possuem o fator de cura. Uma equipe foi montada para parar Almasor, porém as coisas não estavam indo muito bem. O alvo principal dos terroristas não demoraria muito a ser alcançado e tudo por uma ineficiência da equipe. Almasor por sua vez estava prestes a tornar-se indestrutível e somente um homem poderia pará-lo, mas teriam tempo?

Pentágono


Zaira e Ruan fizeram manobras arriscas e apesar de ferir-se, ambos conseguiram seguir em frente, porém os atiradores vinham em seu encalço, os homens não desistiriam tão facilmente. Enquanto se dirigiam para o Empire States, Zaira recebe uma comunicação do comandante de operações na Casa Branca.

— Zaira, preciso que vocês venham até a Casa Branca. A operação aqui falou, um dos seus agentes está ferido e um dos meus. Os terroristas levaram o corpo do presidente, não sei se estava vivo ou morto. Venham para cá imediatamente.

O comunicador se silencia. Ruan não recebeu aquela comunicação e cabia a Zaira colocar Ruan a par do que estava acontecendo. Os atiradores continuavam a perseguir o carro e muitos civis eram abatidos durante o percurso. Um dos tiros pega em cheio o pneu do carro e é inevitável que o carro perca o controle e bate, com força na entrada de uma loja. Antes que Zaira e Ruan possam sair do veículo muitos soldados os cercam. Os terroristas pareciam estar em toda parte. Estavam distante uns 6 metros de Ruan e Zaira. O carro estava com a frente destruída e a frente destes estava a loja com várias araras de roupas caras. Ambos tinham que pensar rápido, pois os terroristas estavam ali para matar.

Casa Branca

Sasuke fora atrás de Nick, chegou poucos minutos após o ocorrido. Os terroristas olharam o rapaz, mas não demostraram interesse. Um deles respondeu Sasuke.

— Leve o que quiser, isto ai não nos interessa.

Um dos homens, o maior e mais forte de todos, pegou o corpo inerte do presidente. Outro um tanto trêmulo veio e aplicou uma injeção no presidente e seguiu para um dos furgões completamente negros. Não havia placa no mesmo. Os homens entraram e arrancaram rápido. Não demorou para que a equipe da Casa Branca chegasse. O comandante foi até Mia e checou sua pulsação, estava fraca, mas ela ficaria bem. Aproximou-se de Nick e checou a mesma coisa, enquanto fazia isto uma ambulância se aproximou. O comandante falou com Sasuke.

— Vá com seu amigo, deixe que cuidamos do resto.

Nick foi levado para uma ala secreta na Casa Branca e lá recebeu todos os cuidados possíveis. Sasuke permaneceu ao lado do rapaz e aguardou até dizerem que ele estava bem. Neste meio tempo Sasuke recebe a comunicação que deveria aguardar Zaira e Ruan voltarem para Casa Branca, pois deviam encontrar o presidente e só Sasuke tinha as informações que precisavam. Nick não demorou a acordar, sentia-se bem melhor. Caberia ao rapaz decidir se continuaria na missão ou não. [ Nik e Sasuke podem escolher comunicar-se com Zaira e Ruan ou podem aguardar até que retornem. O presidente foi levado e não há nada que possa ser feito em relação a isto.]

Istambul.

Reiner Braun era um mercenário decidido e vingativo e para si não teve premio melhor que a oportunidade de destruir Almasor com suas próprias mãos, porém algo inesperado agauradav o mercenário. Reiner dialogou brevemente com Almasor e este apenas olhava Reiner com curiosidade, por fim Almasor disse.

— Pena não ser este um dom mutante, seria interessante esmagar cabeças de líderes com estes seus tentáculos e..
.

Almasor não terminou de falar, Reiner o agarrou com seu tentáculo, porém antes que Reiner pudesse executar sua ação, uma fumaça roxa invadiu o lugar e Almasor surgiu atrás de Reiner, deu um chute nas costas deu e em seguida soltou uma gargalhada.

— Entreguei-me para ser cobaia nos testes, tenho o dom de cinco mutantes, não vai ser fácil me parar.

Almasor sumiu em meio a fumaça novamente e mais uma vez materializou-se a frente de Reiner. Deu um chute no peito do mesmo e materializou-se em outra parte da sala. Almasor gargalhava e falou com deboche.

— Não leio sua mente, mas sei que tem uma, alguém está lhe protegendo e descobrirei quem é e terei seu poder também.

Almasor estava embriagado com as possibilidades que a formula do criptex lhe deu, mas seria prudente um ser humano concentrar tanto poder? Reiner tinha que arrumar uma estratégia para vencer Almasor.

Não muito longe da li, Neena recebi a planta do lugar. Rapidamente ela chegava ao laboratório e usando sua sorte, rapidamente encontrava o que procurava. Como Neena sabia disto? Não tinha ideia, mas a verdade é que a mutante foi muito cruel com Quentin. A mutante preparou a anulação de poderes mutantes, sim, o criptex também continha a formula da mutante conhecida como Pisadeira. Neena pega a injeção e leva até Quentin, este ainda estava desacordado, sem piedade ela injeta tudo em Quentim e fala através da mente com Nathan.

— Quentin já era, pode descansar.

Porém, os soldados não estavam mais sendo guiados por Quentim e sim Almasor. Ali, debaixo de toneladas e toneladas de água, Neena, Nathan Reiner e Wade estavam arriscando tudo para livrar o mundo de Almasor.

Neena sai do laboratório e leva consigo uma seringa contendo soro suficiente para anular o poder de três mutantes. Quando aproxima-se da sala onde havia deixado Reiner, nota que Reiner não está tendo vantagem em destruir Almasor, mas Neena não entendeu o que acontecia então falou com Reiner através de Nathan.

— Reiner, o que está havendo?

Reiner deveria explicar Neena o que acontecia e bolar uma estratégia para aplicarem o soro em Almasor.
Nathan por sua vez sustentava a mente de Reiner e Neena e os soldados do lado de fora enfim agiram, começaram a disparar contra Nathan , estavam danificando o helicóptero. Pareciam robôs, miravam em partes importantes da aeronave, não seria possível saírem dali nela. Nathan percebeu que havia códigos para tudo e até mesmo leitura de retina. Nathan sente a alteração na mente de Reiner e Neena, eles estavam tendo problemas com Alamsaor, problemas maiores do que imaginaram. Seria prudente ele ir ajudá-los?





Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Reiner Braun
Participativo
Participativo
avatar

Mensagens : 89
Data de inscrição : 07/07/2014

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   28.01.16 23:00

Reiner havia avançado, ignorando os comentários de Almasor. Um maligno sorriso surgiu a face de Reiner quando um de seus tentáculos haviam alçado o corpo do homem. - Você morre agora. Dizia Reiner em uma voz gutural mas não houve tempo, o homem escapou tanto do tentáculo de Reiner quanto de seu campo de visão, Reiner até chegou a titubear alguns passos para a frente em decorrência ao peso do seu novo “ adereço” no entanto isto apenas serviu de base para Almasor agir, atingindo-o com um chute nas costas fazendo com que o mercenário quase caísse no solo e então, urrando de raiva Reiner virou tentando golpear a esmo a silhueta do homem que já havia desaparecido, no entanto apenas chegando a atingir uma das paredes do lugar. -Graaaa!! Em sequência um novo chute, mas dessa vez pela frente e o corpo do Reiner tombou para trás visto que o peso de seu corpo estava claramente desbalanceado. Reiner grunhiu baixo e seus olhos cintilaram, a raiva estava gradativamente tomando conta de si.



[ Reiner ]- Quer....meu...poder....? Indagou Reiner entredentes conforme involuntáriamente os tentáculos começavam a expandir pelo seu corpo, perfurando o próprio tecido do homem e saindo várias vezes como uma agulha e linha galga por entre uma superficie formando seus pontos. Reiner grunhia a cada perfuração mas certamente sua nova mutação cuidaria dele. - Eu...dou pra você... Ahahaha...fique...parado...e lhe dou uma arghhhh...parcela...disso...




Reiner ergueu uma das mãos e então visou desferir um golpe em direção a Almasor, desta vez, se o acertasse, faria com que o corpo do homem fosse atravessado por seus tentáculos. -MORRE! GRAAA!!!! Nesse momento, uma voz atingiu a ciência de Reiner, era Neena, no entanto, Reiner ainda mantinha-se consciente, no entanto, seu corpo parecia agir de forma involuntária, tudo em direção a Almasor.


“ Ele tem...todos os poderes...vírus...vírus...vírus......argh...ahn....todos os dons do crip...crip...criptex....” tentou Reiner comunicar-se com Neena através de seus pensamentos no entanto, a falta do soro ao qual frequentemente utilizava já havia chegado ao fim e isso fazia com que uma batalha interna começasse a ocorrer dentro do mercenário. A batalha seria entre Reiner e o vírus que seria sua própria criação, ambos lutando para assumir o controle e cada vez que o vírus avançava uma mutação diferente haveria de surgir ao corpo do mercenário. Reiner não tinha conhecimento da nova vacina desenvolvida por ela e nem se havia um plano eficaz para enfrentar alguém que transformava-se em névoa/fumaça. Reiner grunhiu ameaçadoramente e então avançou em direção a Almasor, só que havia um porém desta vez, um ataque voluntário de Reiner poderia ser feito, no entanto, o vírus recorrente em seu corpo estava  assumindo o controle gradativamente e se tornando instável como era, poderia chegar até mesmo a acertar Almasor se este tentasse flanqueá-lo novamente. Reiner era a casca e o hospedeiro era o vírus e quanto mais aquela luta se propagasse, pior seria para Reiner e Almasor.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sasuke
Participativo
Participativo
avatar

Mensagens : 43
Data de inscrição : 11/02/2015

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   31.01.16 1:51

" Meus poderes? " Sasuke pensou, enquanto forçava sua habilidade, nada pareceu acontecer, os homens se movimentaram para pegar o corpo do presidente, um deles portava uma agulha que usou para aplicar algo no presidente, não dava para identificar de tão longe, eles foram embora e Sasuke correu até o corpo de Nick que jazia no chão com sangue pode todo lado, ele parecia mais apático do que nunca. Enquanto Sasuke analisava a condição de Nick a equipe da Casa branca chegou, todos correram para aplicar os cuidados no pirocinetico e na agente que o acompanhava. - E então? - Sasuke olhou para o agente que o tinha dado a moto mais cedo, seus olhos já tinham voltado ao normal, seu poder estava descontrolado? bem, agora não importava mais, pelo menos seu olho não tinha sido selado novamente. - Eles levaram o presidente, provavelmente vão precisar dele vivo para as negociações ou algo do tipo, eles usaram o carro pra envenenar o Nick, só uma concentração muito grande de carbono pode fazer ele ficar desse jeito. - Os médicos já estava levando Nick de volta para casa branca enquanto sasuke falava. - Vou esperar ele acordar, agora que fizemos merda temos que pedir ajudar aos outros membros da missão, já faz um bom tempo que não temos noticias. - Sasuke pegou a moto novamente e acelerou para Casa branca.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nick Bartowski
Jogador assíduo
Jogador assíduo
avatar

Mensagens : 323
Data de inscrição : 15/11/2014
Idade : 22
Localização : Las Vegas / USA

MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   31.01.16 2:06

Aos poucos Nick foi acordando, ainda se sentia bastante tonto, uma dor latente na sua cabeça surgiu quando encarou a luz forte daquele local. Então veio a lembrança, levantou bruscamente e só encontrou camas em um quarto branco, Sasuke estava deitado em uma delas, mexia em um celular enquanto balançava as pernas, despreocupado como sempre. - Finalmente você acordou. - Ele disse, sem tirar os olhos do aparelho. - O presidente? - Sasuke pareceu entediado. - Levaram ele, quando eu cheguei os caras já tinham feito o serviço, como você caiu em um truque tão barato? - Nick levou a mão a cabeça, lembrava vividamente de quando falou para a garota que deveria olhar bem no carro para ver se tinha algo suspeito, mas ela pareceu apressada demais, não foi culpa dele, mas sentia como se fosse. - Eu não sou tão idiota, falei pra garota investigar o carro antes de entrar mas ela foi maluca o bastante pra forçar o presidente a entrar, ele tava tão assutado que se mandasse-o pular da ponte provavelmente faria... Droga... - A dor ia sumindo, mas ainda sim estava bem chata. - Bem, isso não importa, estou tentando me comunicar com Ruan, não recebi nem um tipo de noticia dele depois que nos separemos, provavelmente vão precisar de toda ajuda que puder para recuperar o maldito. - Nick tentou levantar, ainda estava muito tonto mas foi se segurando nos moveis por perto, até uma jarra de água, tomou vários goles, ia ficando melhor a cada segundo que passava. - Assim que essa merda de carbono sair do meu sistema vou fazer com que aqueles malucos sintam o que é calor de verdade. - Voltou a cama, agora usando as duas mãos sobre a cabeça, evitando a claridade do quarto. - Meus poderes não funcionaram neles. - Sua voz saiu tensa. - Forcei ao máximo mas nada aconteceu, por isso não consegui salvar o presidente, já tinha tudo planejado mas o cara simplesmente foi embora... - Eram poucas as vezes que Nick sentia culpa nas palavras do seu amigo oriental. - Como você disse, agora isso não importa... -
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Quest - Fim do Princípio   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Quest - Fim do Princípio
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 4 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
RPG JOGOS :: Fim do princípio-
Ir para: